quinta-feira, 21 de abril de 2011

Lamentavel. Menino de 13 anos drogado ameaça a mãe


Uma equipe de reportagem da RPCTV flagrou ontem uma cena chocante em Cascavel, no Oeste do Paraná. Armado com um facão, um menino de 13 anos ameaçava a mãe em plena rua. Visivelmente transtornado, o garoto exigia que ela lhe desse R$ 5 para comprar crack. Segundo a mãe, a diarista Marlene Batista, o adolescente é usuário de drogas. Ela se negou a dar o dinheiro e pediu para a equipe de reportagem chamar a polícia. Irritado, o menino passou a atirar pedras no cinegrafista e no carro da RPCTV.
Em um determinado momento, o filho bateu o facão em uma grade e a arma caiu. A mãe juntou o artefato e ele saiu correndo de volta para casa. Quando a polícia chegou, o adolescente tentou escapar pela janela, mas foi contido pela PM. O menino foi encaminhado para a Dele­­gacia do Adolescente de Casca­vel. Marlene disse que já tentou interná-lo duas vezes em clínicas de tratamento, mas ele continua usando crack. “Ele quer droga, mas eu não dou”, disse, ainda abalada com a desestruturação da própria família.
O caso demonstra como é difícil livrar os usuários de crack do vício. Estudo da Con­fe­deração Nacional dos Muni­cípios revela que apenas 14,78% dos municípios têm algum tipo de Centro de Atenção Psicossocial (Caps) – o mínimo de estrutura recomendado pelos especialistas para o tratamento de dependentes químicos – e somente 8,43% (ou 333 cidades) têm um programa próprio de combate ao crack instituído. No to­­tal dos pesquisados, 62,4% de­­clararam não receber apoio financeiro federal, estadual ou de qualquer outra instituição para as ações de combate.
Texto: GazetadoPovo – foto: GazetadoPovo 
Programa Cidade Noticias  (12:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade – www.cidade104fm.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário