quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Estudo polêmico sugere que consumo moderado de álcool pode reduzir risco de demências

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: METROPOLES Imagem: Divulgação
O hábito de ingerir bebidas alcoólicas diariamente pode diminuir a chances de apresentar demências em quase 40%, sugerem pesquisadores australianos em trabalho publicado na última quinta-feira (22/9), na revista Addiction. Os autores fizeram uma revisão de 15 estudos com informações sobre o consumo de álcool e as taxas de demência de um grupo equivalente a 24 mil indivíduos.
Os participantes – de seis continentes diferentes – haviam preenchido questionários informando sobre o consumo diário de álcool. Nenhum deles apresentava demência no momento inicial dos estudos e os registros permitiram que as condições de saúde deles fossem observadas por cerca de 40 anos.
Continua depois da publicidade
Os estudiosos dividiram as informações dos voluntários em cinco grupos de acordo com o consumo diário deles de álcool: abstêmio, ocasional (que ingeriam menos de 1,3 g), leve a moderado (1,3 g até 25 g), moderado a pesado (25 g a 45 g), e pesado (mais de 45 g diárias). Em média, 470 ml de cerveja (dois copos americanos e meio) contém cerca de 16 gramas de etanol. Em comparação, uma taça de vinho contém aproximadamente 18 g da substância.
“Beber até 40 g diariamente se mostrou benéfico à diminuição do risco de demência comparado a uma vida abstêmia”, indicou a pesquisadora Louise Mewton, uma das responsáveis pelo trabalho. “Os resultados são consistentes com estudos prévios sobre o assunto, que também apontaram como tanto o consumo excessivo quanto a falta de álcool parecem estar associados ao maior risco de demência”, acrescentou.
Risco amenizado
Os grupos de consumo leve a moderado e moderado a pesado foram os que menos apresentaram doenças como o Alzheimer, em comparação aos abstêmios. Indivíduos com consumo leve a moderado apresentaram 22% menos chance de desenvolver a condição do que quem não bebia, e de moderado a pesado, 38%. Os indivíduos com consumo alto também mostraram vantagem, reduzindo as chances em 19%.
Continua depois da publicidade
Placas de gordura
De acordo com os cientistas, a hipótese é de que a ingestão moderada do álcool reduz a formação de placas de gordura no cérebro. A condição está relacionada como uma das possíveis causas para o surgimento de demências. Outra suposição dos pesquisadores é de que o etanol, em baixa quantidade, ajuda a melhorar o bom colesterol.
Apesar de os cientistas terem identificado uma menor taxa de demência em indivíduos que ingeriam álcool diariamente, eles apontam que mais estudos devem ser realizados para comprovar a relação da substância com o desempenho cognitivo.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP. 

GRUPO 2 - CLIQUE AQUI.

GRUPO 1 - CLIQUE AQUI.

GRUPO 4 - CLIQUE AQUI.

GRUPO - CLIQUE AQUI

GRUPO 3 : CLIQUE AQUI.

GRUPO 5: CLIQUE AQUI.

CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.

FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

AGRÍCOLA SANTANA A PROTETORA DA SUA LAVOURA - 27 ANOS DE TRADIÇÃO

AGRÍCOLA SANTANA A PROTETORA DA SUA LAVOURA 
COMPLETA LINHA DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA 
RUA SÃO JOSAFAT 
FONE: (42) 3446- 1086 
QUE TEM COMO PROPRIETÁRIO O ENGENHEIRO AGRÔNOMO OSNEI STADLER
PRUDENTÓPOLIS/PARANÁ
 
ASSISTA AO VÍDEO DE COMEMORAÇÃO DOS 27 ANOS DA AGRÍCOLA SANTANA
AGRÍCOLA SANTANA A PROTETORA DA SUA LAVOURA 

Mexer com Michelle é ultrapassar todos os limites, diz Bolsonaro ao atacar Moraes sobre investigação da PF

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: REVISTA ISTOE Imagem: Ueslei Marcelino
O presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), afirmou nesta terça-feira que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes “ultrapassou todos os limites” e o acusou de ser o responsável pelo vazamento de informações de um inquérito da Polícia Federal que apontaria o pagamento de transações suspeitas para a primeira-dama Michelle Bolsonaro.
“Foi o Alexandre de Moraes que vazou. Não vem com papinho que foi a PF não, porque esse pessoal da PF, Alexandre de Moraes, come na sua mão, então foi você que vazou. Vazou para quê? Para criar um clima”, acusou Bolsonaro, que não apresentou provas das alegações contra Moraes, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Continua depois da publicidade
Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, conversas do tenente-coronel e ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cesar Barbosa Cid, com outros funcionários da Presidência sugerem a existência de depósitos fracionados e saques em dinheiro.
Haveria a indicação de que as movimentações financeiras se destinavam a pagar contas pessoais da família presidencial e de pessoas próximas de Michelle.
Bolsonaro disse que Moraes incluiu seu ajudante de ordens no inquérito das fake news e que, a partir daí, conseguiu captar conversas do auxiliar com ele e com a primeira-dama.
SENHOR ALEXANDRE
Bolsonaro disse que a situação visa a constranger ele, seu auxiliar e outros militares que prestam apoio à Presidência.
Segundo ele, as movimentações nas contas dos auxiliares giraram em torno de 12 mil reais e serviam para pagar despesas como a escola da filha e uma tia de Michelle que cuidava da menina.
Ele disse que não houve qualquer uso do cartão corporativo para pagar essas despesas.
“Senhor Alexandre de Moraes, tem um detalhe: sabe quanto eu saquei desse cartão corporativo meu desde janeiro de 2019? Zero! Nunca usei um centavo desse cartão corporativo, então não existe isso de pagar isso por suprimento de fundo. Essa grana poderia pagar o cabeleireiro da Michelle? Zero, zero!”, disse, exaltado.
Continua depois da publicidade
“Alexandre, você mexer comigo é uma coisa. Você mexer com a minha esposa, você ultrapassou todos os limites Alexandre de Moraes, todos os limites. Está pensando o que da vida? Que você pode tudo e tudo bem? Que um dia você vai dar uma canetada e me prender? É uma covardia”, protestou.
Ao encerrar esse assunto, Bolsonaro fez um pedido a Moraes, que tem sido alvo frequente de seus ataques: “Esqueça a minha esposa, esqueça a minha esposa! Isso é um comportamento de quem, comportamento de pessoas vis!”, acusou.
Procuradas, as assessorias de Moraes tanto no STF quanto no TSE não responderam de imediato a pedido de comentário sobre as declarações de Bolsonaro.
Em nota de esclarecimento divulgada na manhã desta terça, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirmou que a Ajudância de Ordens da Presidência presta serviços de assistência direta e imediata ao presidente também em assuntos de natureza pessoal, inclusive com pagamento de contas e boletos bancários, com amparo em um decreto.
A nota também afirma que não há qualquer “triangulação” com outros ajudantes de ordens.
“Os pagamentos de contas particulares são realizados com recursos exclusivos da conta pessoal do senhor presidente. O auxílio financeiro da primeira-dama à tia se dá por questões de confiança pessoal e segurança, tendo em vista que, nas ausências da primeira-dama, é ela quem cuida da filha do casal”, diz a nota.
ENTENDIMENTO COM STF
Na live, o presidente voltou a falar que voltará a se entender “muito bem” com o Supremo após criticar uma eventual aprovação pela corte do marco temporal das terras indígenas.
Continua depois da publicidade
“Podem ter certeza que eu vou me entender muito bem com o Supremo Tribunal Federal, que merece o respeito. Vou frequentar o Supremo Tribunal Federal. Vamos resolver esse assunto. Essa proposta do (ministro Edson) Fachin de novo marco temporal tenho certeza que vai ser arquivada, porque se não for arquivada, é o fim do Brasil”, disse.
O julgamento do marco temporal foi suspenso ainda no ano passado quando apenas Fachin, relator da ação, havia votado contrariamente à medida. Não há previsão para retomada da análise do caso pelo Supremo.
Para Fachin, não há a necessidade da comprovação de que os indígenas ocupavam determinada terra no dia da promulgação da Constituição de 1988 para eles terem direito a ela. Bolsonaro discorda frontalmente desse entendimento e já tem afirmado, sem mostrar evidências, que, se essa tese prevalecer, poderá ser o fim do agronegócio no Brasil.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP. 

GRUPO 2 - CLIQUE AQUI.

GRUPO 1 - CLIQUE AQUI.

GRUPO 4 - CLIQUE AQUI.

GRUPO - CLIQUE AQUI

GRUPO 3 : CLIQUE AQUI.

GRUPO 5: CLIQUE AQUI.

CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.

FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE