terça-feira, 24 de outubro de 2017

Tia e sobrinha morrem atropeladas na volta da Igreja



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: A REDE Imagem: Banda B

Tia e sobrinha foram atropeladas e mortas na manhã deste domingo (22) por ocupantes de um Chevrolet Ônix em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba. As duas mulheres foram violentamente atingidas e morreram na hora, às margens da Avenida Industrial, na região do Jardim Itaú. Com o impacto do atropelamento, o carro percorreu ainda cerca de vinte metros e caiu dentro de um córrego. Já as vítimas, foram arremessadas a oitenta metros do local do atropelamento. Mesmo feridos, o motorista e os ocupantes fugiram.
O acidente aconteceu por volta das 10h20, logo depois de uma rotatória e uma curva, em frente a uma agência bancária, próximo a linha do trem. Testemunhas relataram que o carro seguia em alta velocidade e se perdeu em uma curva pouco acentuada, atingindo tia e sobrinha que voltavam da igreja. Um morador da região, que falou com a Banda B, viu o momento em que os três jovens deixaram o carro, com ajuda de populares, e fugiram. “Eu vi que os três saíram do carro com ajuda de outras pessoas aqui e fugiram, um parece que não conseguiu, mas foi feio, mesmo ferido, eles fugiram”, contou, sem se identificar, com medo de represálias.
Uma das vítimas foi identificada como Simone Nonato dos Santos, 35 anos, casada e mãe de três filhos. A sobrinha foi identificada como Sônia Souza, sem idade confirmada. Para a Banda B, o pai de Simone, Antônio dos Santos, que chegou ao local meia hora depois, contou que não pode ver a filha. “Me falaram que tinha dado um acidente aqui, quando me falaram o sobrenome Nonato eu já me espantei e vim aqui. Cheguei aqui e já soube, elas estavam voltando da igreja. Não me deixaram ver ela. A última vez que a vi foi ontem à noite, que tristeza”, lamentou.
O perito criminal disse que laudos oficiais poderão apontar mais detalhes do crime de trânsito, mas confirmou que a probabilidade é que o veículo estava em alta velocidade. “É provável que estava em alta velocidade, sim. Elas pareciam estar na calçada”, disse Alexandre, em entrevista à Banda B. Já o aspirante Bianchi, da Polícia Militar (PM), responsável pelo atendimento no local, se negou a dar detalhes sobre o paradeiro dos jovens ou outros detalhes do acidente à imprensa.
Os corpos das mulheres foram recolhidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a Polícia Civil do município ficará responsável pelo caso.



OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário