sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Dois policiais são mortos em confronto com bandidos no RJ



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1 Imagem: Divulgação

O comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, no Méier, coronel Luiz Gustavo Lima Teixeira, morreu após ser baleado por criminosos. Ele foi levado para o Hospital Salgado Filho, onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu.
O comandante do 3° BPM foi o 111° policial militar morto neste ano. Pouco depois, outro PM, identificado como Djalma Veríssimo Pequeno, foi assassinado em Guadalupe, também na Zona Norte. 
Segundo a polícia, o carro descaracterizado em que estavam coronel e motorista bateu de frente com bandidos que desembarcaram para iniciar um arrastão, dando início à troca de tiros.
O veículo do policial foi atingido por 17 tiros na Rua Hermengarda, na altura do Lins de Vasconcelos. O coronel foi baleado no tórax e morreu. 
O cabo que conduzia o veículo foi atingido na perna, atendido no Hospital Salgado Filho e transferido para o Hospital Central da PM. Segunda polícia, ele não correr risco de vida.
Policiais da Delegacia de Homicídio estiveram no hospiltal e levaram as fardas dos dois policiais para a perícia.
O coronel tinha 48 anos, estava havia 26 na PM e à frente do 3° Batalhão do Méier há quase dois anos. Ele deixa esposa e dois filhos. 
O Disque Denúncia está oferecendo recompensa de R$ 5 mil por informações que levem aos assassinos do Coronel Luiz Gustavo Teixeira edo Cabo Djalma Virissimo.  
Cerca de três horas após o comandante do 3º BPM (Méier), morrer baleado por assaltantes, mais um policial militar foi assassinado no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (26). O cabo do 41º BPM Djalma Viríssimo Pequeno, de 48 anos, foi morto durante uma troca de tiros em um shopping em Guadalupe, Zona Norte do Rio. Outro policial militar, o soldado Alex Morais de Andrade, ficou ferido no confronto.
Segundo a assessoria de imprensa da PM, Djalma e o outro policial estavam de folga e foram baleados ao reagirem a uma tentativa de assalto a uma joalheria, dentro do shopping Jardim Guadalupe, na Avenida Brasil. O cabo morreu no local, enquanto o soldado Andrade foi socorrido no Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste. 
Em nota, a assessoria do Jardim Guadalupe informa que a administração o shopping está colaborando com as investigações do crime e que o centro comercial funciona normalmente.
Com a morte do cabo Djalma, sobe para 112 o número de PMs mortos no estado do Rio em 2017, o que dá uma média de um policial morto a cada 2,7 dias. 

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário