domingo, 25 de fevereiro de 2018

Coritiba vence o Rio Branco e é campeão da Taça Dionísio Filho



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TRIBUNA DO PARANÁ Imagem: Jonathan Campos

Boa atuação, primeira vitória em casa no ano e o Coritiba é o campeão da Taça Dionísio Filho do Campeonato Paranaense. Com oito jogadores revelados nas categorias de base, o time coxa-branca manteve a boa fase, fez mais um jogo equilibrado, goleou o Rio Branco por 3×0, na tarde deste domingo (25), no Estádio Couto Pereira, ficou com o título da primeira etapa da competição e já garantiu presença na finalíssima do Estadual deste ano. O Verdão agora volta as suas atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Coxa encara o Goiás, em Goiânia, no duelo de ida da terceira fase da competição nacional.
De volta ao Couto Pereira depois de três semanas, o Coritiba tomou a iniciativa do jogo. Mas do outro lado time um time bem postado e bem montado pelo técnico Maurílio Silva. 
Continua depois da publicidade 
O Rio Branco conseguia marcar o Coxa de forma eficiente e dificultava as ações ofensivas da equipe alviverde. O Verdão conseguia chegar ao ataque quando os seus homens de trás chegavam ao ataque. No início do jogo, Vitor Carvalho, depois de tabelar com Guilherme Parede, arriscou de fora e mandou por cima.
Lento na transição e com seu meio de campo bem marcado pelo Rio Branco, o Coritiba não conseguia chegar ao ataque. O Leão da Estradinha, por sua vez, teve em um chute de Camargo, aos 14 minutos, sua melhor chance na etapa inicial. O time coxa-branca, então, começou a mudar o rumo da partida a partir da segunda metade do primeiro tempo, quando seus homens de frente passaram a se movimentar mais e a confundir a marcação individual da equipe de Paranaguá.
Assim, o Coritiba passou a criar boas chances de marcar. Aos 28, Marcos Moser fez boa jogada, serviu Iago que, na cara do gol, bateu a direita. Na sequência, foi a vez de Iago fazer a jogada, mas Guilherme Parede, no segundo pau, chutou de primeira e o goleiro Jhones salvou.  Aos 33, Alecsandro recebeu fora da área, bateu colocado e a bola passou perto.
Quatro minutos mais tarde, o atacante coxa-branca saiu do quase e abriu o placar. Alecsandro iniciou a jogada no meio de campo, serviu Julio Rusch, que tocou para Iago na área. O camisa 7, na cara do gol, cruzou na medida para o camisa 9 marcar de cabeça, fazer o primeiro gol alviverde e mandar careta para a galera coxa-branca. O Rio Branco precisou sair mais para o jogo, chegou a criar boa chance aos 44 minutos com Kauhan, mas o goleiro Wilson garantiu o placar parcial.
A vantagem conquistada na reta final do primeiro tempo deu mais tranquilidade para o Coritiba. O Rio Branco, então, precisou sair mais para o jogo e deu mais espaços para o time alviverde. A equipe do Litoral, na verdade, estava mais nervosa em campo. Tanto que no primeiro minuto, o goleiro Jhones saiu jogando errado, Iago recuperou, chutou da entrada da área, mas errou o alvo.
O Leão da Estradinha teve a chance do empate no único defensivo do Coritiba na partida. Aos 3 minutos, Rodrigo Jesus recebeu livre, mas mandou por cima. A partir daí, o time alviverde voltou a ter o controle do jogo, só que agora com mais espaços para atacar. Aos 4 minutos, Romércio, depois da cobrança de escanteio, por pouco não ampliou a vantagem.
Com João Paulo e Pablo nas vagas de Vitor Carvalho e Iago, o Coritiba aumentou seu poder ofensivo. O segundo gol, então, veio aos 15 minutos. Depois da cobrança de escanteio, a defesa do Rio Branco afastou mal, Alecsandro tentou e Thalisson Kelven desviou para ampliar a vantagem. Na sequência, o Verdão chegou a fazer o terceiro gol com Léo Andrade, mas o lateral estava impedido e o gol foi anulado.
Entregue em campo, o Rio Branco não tinha forças para furar a boa postura defensiva do Coritiba. No contra-ataque, então, o Coxa encaminhou de vez a vitória aos 23 minutos. Julio Rusch lançou para Guilherme Parede, que ganhou de Raul e, frente a frente com o goleiro Jhones tocou no canto e ampliou a vantagem.
O terceiro gol alviverde minou de vez qualquer chance do Rio Branco no jogo. O Coritiba, então, seguiu com o domínio da partida. A situação para o Verdão ficou ainda melhor ais 32 minutos. Em contra-ataque puxado por Kady, Alecsandro apareceu na cara do gol e foi derrubado por Thiagão. O defensor foi expulso e deixou o Leão da Estradinha com um jogador a menos.
Com larga vantagem e com um jogador a mais, o Coritiba passou a jogar todo no campo de ataque. Aos gritos de olé do torcedor alviverde, o time coxa-branca, no seu melhor jogo dentro de casa, emplacou a sua primeira vitória diante do seu torcedor e garantiu o título da Taça Dionísio Filho do Campeonato Paranaense.
CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Dionísio Filho – Final

Coritiba 3×0 Rio Branco
Local: Estádio Couto Pereira
Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Weber Felipe Silva
Gols: Alecsandro, 37 do 1º; Thalisson Kelven, 15, Guilherme Parede, 23 do 2º
Cartão vermelho: Thiagão (RIO)
Público pagante: 11.881
Público total: 14.662
Renda: R$ 349.260,00
Coritiba
Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; Vitor Carvalho (João Paulo), Julio Rusch e Thiago Lopes; Iago (Pablo), Guilherme Parede (Kady) e Alecsandro.
Técnico: Sandro Forner
Rio Branco
Jhones; Raul, Thiagão, Victor (Maringá) e Fernando; Kessi, Marco Tulio (Erick) e Camargo; Vandinho, Rodrigo Jesus e Kauhan (Damião).
Técnico: Maurílio Silva



OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário