segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Veja as propostas dos candidatos ao governo do Paraná para o Centro-Sul

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Gazeta do Povo Imagem: Divulgação

A Gazeta do Povo questionou os principais candidatos ao governo do Paraná sobre as propostas de cada um para estimular o desenvolvimento humano, social e econômico das 11 regiões do estado.
O Centro-Sul é a pior região empregadora na relação entre a população empregada com carteira assinada e a população total. Ao todo, são 71.988 pessoas empregadas formalmente, o que equivale a 16% da população total. A média do Paraná é bem maior: 29%. Além disso, 8% das pessoas que moram no Centro-Sul recebem o Bolsa-Família, o porcentual é o dobro do Paraná. A região também tem graves problemas na saúde. Entre os 24 municípios que compõem o território, apenas nove deles oferecem algum leito para internamento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Beto Richa/PSDB
Saúde
Santa Casa de Irati foi ampliada e em Rebouças está sendo reformado o Hospital Darcy Vagas. Essas duas obras fazem parte de um pacote de R$ 85 milhões de investimentos em saúde na região Centro-Sul;
Manter o apoio financeiro aos municípios da região para a manutenção das equipes da Atenção Primária à Saúde;
Apoiar os municípios para garantir: a presença de médico em cada equipe de Saúde da Família, informatização das unidades de saúde, com conexão de internet para a marcação de exames e consultas especializados, em outras unidades da região.
Na Rede Mãe Paranaense será implantado o serviço de reprodução assistida a todas as mulheres que desejarem engravidar. Será Implantada a residência em enfermagem obstétrica para qualificar a atenção as gestantes e ao parto;
Construir, ampliar, reformar e equipar 28 unidades de saúde na região Centro-Sul;
Construir Centro de Especialidades na região para exames e consultas;
Implantar Centro Especializado em Reabilitação para atender pessoas com deficiência;
Implantar Centro de Atenção à Pessoa Idosa na região;
Instalar uma Farmácia do Paraná para distribuição de medicamentos para doenças como Parkinson, Alzheimer e Hepatites;
Infraestrutura e Logística
Transporte - Pavimentar trecho de 12 Km da PR-364 entre Inácio Martins e Guarapuava;
Pavimentar 47 Km de Irati a São Mateus;
BR-158: adequação e melhorias entre Palmital e Laranjeiras do Sul.
BR-158: construção de trecho entre Alto Amparo a Imbituva.
Nessa região será desenvolvido o programa Caminhos do Desenvolvimento Agroflorestal que vai ajudar no escoamento da produção madeireira com a recuperação de estradas municipais;
Hidrovias: aquisição/recuperação de 3 balsas para a região Centro-Sul;
Aeroporto: investimento para melhorias e ampliação do aeroporto de Guarapuava e de Palmas, que atendem a região Centro-Sul;
Segurança
Mais 30 policiais militares, que finalizam o curso de formação, vão integrar as equipes de Segurança Pública na região de Irati;
Implantar e construir uma nova delegacia em Irati;
Ampliação dos CONSEGs para demais municípios do Paraná;
Ampliar o programa Unidades Paraná Seguro (UPSs);
Capacitação em Polícia Comunitária e aquisição do Sistema Modular para atender os municípios do Paraná;
Defesa Civil - Fortalecimento das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil; desenvolvimento de uma política estadual de apoio aos municípios para a gestão dos riscos de desastres; apoio aos municípios para o planejamento do mapeamento de áreas de risco e para o planejamento urbano visando a segurança da população contra os desastres; aperfeiçoamento dos sistemas de alerta e alarme contra desastres para o Estado;
Brigadas Escolares: capacitação de 25.000 brigadistas, 5.112 gestores e 60 engenheiros; expansão do Programa para as escolas municipais e particulares do Paraná;
Estruturação do Centro Estadual de Gerenciamento de Desastres, dos 15 Centros Regionais de Gerenciamento de Desastres e do Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CEPED);
Capacitação do efetivo, especialmente no segmento de pilotos; realização de concurso; renovação de convênios com a Secretaria de Estado da Saúde para ampliação do atendimento à central de transplantes e remoção de pacientes.
Justiça e Cidadania
Proteção e Defesa do Consumidor
Fomentar a criação de PROCONs Municipais. Construir o Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, integrado pelos órgãos públicos e as entidades civis que atuam na defesa.
Agricultura e Abastecimento
Gestão do solo em 17 microbacias de região;
Recursos para municípios adquirem calcário para melhoria do solo em 4.565 pequenas propriedades rurais;
Continuar o programa Estradas da Integração, com Patrulhas do Campo, pavimentação poliédrica e fornecimento de óleo diesel para recuperação e melhorias de estradas rurais da região. Programa prevê melhorar mais 1.105 Km;
Combate a brucelose e turbeculose em rebanhos da região;
Educação
Equipar o novo Centro Estadual de Ensino Profissionalizante de Laranjeiras do Sul;
Encaminhar a construção de 11 novas escolas na região, 5 grandes reformas e 14ampliações;
Ampliar/reformar 1 escolas de educação especial (APAEs); construção ou melhorias em quadras escolas de 13 escolas;
Continuar e ampliar o Programa de Obras Descentralizadas nas escolas estaduais. O programa criado em 2011 atendeu cerca de 200 escolas no Paraná e foi aprovado pelas comunidades escolares. Na região Centro-Sul está programado atender mais 3 escolas com obras descentralizadas;
Manter 95 escolas da região com atividades de ampliação de jornada.
Continuar aquisição da agricultura familiar para a alimentação escolar;
Habitação
Atender com melhorias urbanas e rurais 2.300 famílias dos municípios da região do Centro-Sul;
Atender com regularização fundiária 1.000 famílias da região Centro-Sul.
Família e Desenvolvimento Social
Fortalecer a Rede de Serviços Regionalizados para atendimento a mulheres vítimas de violência;
Atender 200.000 famílias no Programa Família Paranaense por meio de uma ou mais modalidades. Hoje, o programa já está presente nos 399 municípios;
Implantar Serviços Regionalizados de alta e média complexidade, para a população em risco social e pessoal e para o atendimento de crianças, adolescentes e jovens em abrigos, casa lares ou repúblicas;
Cofinanciar os municípios da região para consolidar o Sistema Único da Assistência Social;
Construir um Centro de Referência em Assistência Social (Cras) em Imbituva;
Construir um Território da Juventude para atividades esportivas, culturais e profissionalizantes em Imbituva. A obra será no mesmo padrão do Território da Juventude que foi entregue em Laranjeiras do Sul.
Indústria e Comércio
Empresas do setor madeireiro estão ampliando suas atividades e novas vagas de empregos serão abertas na região Centro-Sul;
O Programa Paraná Competitivo será aperfeiçoado para atender empresas, de qualquer porte, nacionais, internacionais e, principalmente, paranaenses – instaladas ou a se instalar - notadamente as localizadas no interior;
Estimular o associativismo e cooperativismo em todas as regiões do Estado;
Fomentar o ensino técnico no interior para atender as demandas da indústria, evitar o êxodo para os centros maiores, garantindo remuneração e qualidade de vida às novas gerações;
Parcerias com a iniciativa privada para qualificar a mão de obra, sobretudo nos pequenos e médios municípios;
Criar linhas de financiamento e assegurar orientação técnica para implantação de distritos industriais com o foco nos municípios com baixo IDH, reduzindo as disparidades econômicas regionais;
Ampliar as linhas de créditos para os empreendedores, micro e pequenos empresários; Fortalecer, ampliar e incentivar Arranjos Produtivos Locais (APLs).
Gleisi Hoffmann/PT:
Infraestrutura e Logística
PAC Paraná – Infraestrutura e Logística. Realizar obras definidas no plano de infraestrutura e logística de longo prazo, nos quatro anos de governo, com foco nos modais de transporte rodoviário, ferroviário, hidroviário e aeroportuário, com recursos públicos ou através de parcerias público privadas.
Investir na reforma, ampliação e viabilização do Aeroporto de Rio Bonito do Iguaçu.
Recuperar e manter a malha viária estadual, asfaltando os trechos rodoviários entre Pitanga e Mato Rico; Marquinho e Goioxim; Reserva do Iguaçu e Pinhão.
Apoiar as Prefeituras para conservação de estradas municipais, garantindo a circulação de pessoas e mercadorias e na estadualização de estradas municipais de maior potencial, a exemplo da ligação entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul e Nova Laranjeiras e Laranjal.
Viabilizar o projeto de implantação de um Porto Seco em Nova Laranjeiras junto a Ferroeste.
Agricultura
Acelerar a regularização fundiária nas áreas rurais da região.
PRONATEC do Campo e Internet na Zona Rural: Ampliar o uso da internet como instrumento de inclusão social/digital, operacionalidade técnica, capacitação, intercâmbio e compartilhamento de técnicas. Implementar políticas de formação profissional e cidadã, apoiando as Casas Familiares Rurais, em especial, as de Cantagalo, Porto Barreiro, Candói e Santa Maria do Oeste e outras iniciativas que adotem a pedagogia da alternância como o Ceagro em Rio Bonito do Iguaçu.
Apoiar a pecuária leiteira e a piscicultura nos municípios da região, principalmente junto aos pequenos produtores, firmando parceria com a UNICENTRO e a UFFS, com o objetivo de melhorar a quantidade e a qualidade da produção através da transferência de tecnologia.
Plano de Apoio à Sucessão Juvenil na Agricultura Familiar: Implementar ações de infraestrutura, saúde, educação, comunicação, lazer e dinamização das economias locais, oferecendo perspectivas e garantindo direitos para a juventude rural, em especial nos assentamentos da reforma agrária da região.
Indústria, Comércio e Serviços
Apoiar as micro e pequenas empresas da região principalmente os derivados da cana; olericultura e apicultura. No município de Guarapuava, especialmente as atividades relacionadas à madeira, incluindo desdobramento de madeira, fabricação de laminados e de chapas compensadas, fabricação de artefatos e celulose, através da retirada de todos os impostos incidentes sobre as atividades desenvolvidas por micro empresas e da capacitação estabelecendo parcerias com a UNICENTRO e a UTFPR.
Educação
Oferecer educação em tempo integral em no mínimo 50% das escolasbpúblicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica nos próximos dez anos. Garantir a reforma, readequação, ampliação de todas as escolas da Rede estadual na Região, assim como a construção de novas escolas onde for necessário, através do PAC Paraná – Educação.
Apoiar a implantação do ensino pré-escolar em todos os municípios da região e a ampliação do número de vagas de creches nos municípios com maior demanda, em parceria com o programa Proinfância do Governo Federal, zerando o déficit em 2016.
Saúde dos Trabalhadores(as) da Educação: Desenvolver uma política de promoção da saúde do professor e dos trabalhadores em educação em substituição a atual política do SAS, considerando a cooparticipação no financiamento do sistema.
Valorização dos(as) professores(as) e funcionários(as) na educação: garantir o piso nacional, aprimorar a carreira, garantir formação continuada, garantir, via concurso público, mecanismo automático de substituição das aposentadorias e exonerações, favorecer a concentração da carga horária docente em apenas uma escola e dar condições físicas para o preparo e execução das atividades educacionais.
Gestão e Tecnologia da Informação
Ampliar a rede de internet banda larga da Copel, para que ela atenda os 24 municípios da região, prioritariamente as famílias do Cadastro Único do Governo Federal, através da criação da tarifa social da internet.
Implantar rede de fibra ótica integrando os prédios públicos municipais (cidades digitais) e disponibilizar sistemas de gestão pública para as administrações municipais (através da CELEPAR) incentivando a criação de um consórcio intermunicipal de informática na região.
Segurança Pública
PAC da Segurança: Construção de um Instituto Médico Legal em Laranjeiras do Sul.
Garantir que os 24 municípios da região tenham, no mínimo, um Centro de
Comando Integrado 24h, com bases móveis equipadas com sistema de vídeo monitoramento (Ronda Cidadã) e um número necessário de policiais por destacamento para garantir a realização do turno.
Saúde
Mais médicos especialistas: Acabar com as filas de espera para consultas com médicos especialistas. Em complemento ao programa federal Mais Médicos, que privilegia o atendimento básico, vamos contratar profissionais oferecendo atendimento com prioridade para ginecologia, pediatria, geriatria, oncologia, ortopedia e cardiologia.
Exame na Hora Certa: Acabar com as filas de espera por exames clínicos e laboratoriais. Vamos contratar pessoal e equipar os hospitais regionais e contratar serviços de clínicas onde for necessário.
Ter ambulâncias do SAMU e SIATE em funcionamento integrado nos 24 municípios da região.
Implantar uma UPA em Laranjeiras do Sul.
Garantir o funcionamento da UTI em Laranjeiras do Sul;
Fortalecer o consórcio de saúde ASSISCOP;
Diagnóstico em Tempo Real: Conectar em rede as UBS nos municípios com os serviços especializados de referência, fazendo a análise e seu diagnóstico à distância, em tempo real.
Assistência Social
Erradicar a extrema pobreza, através do Programa Paraná sem miséria complementando renda e possibilitando maior acesso aos serviços públicos e à inclusão produtiva para as pessoas que encontram-se em situação de vulnerabilidade social especialmente nos municípios Campina do Simão, Goioxim, Inácio Martins, Laranjal, Marquinho, Mato Rico, Nova
Laranjeiras, Reserva do Iguaçu e Santa Maria do Oeste que ainda possuem mais de 50% da população nessa situação.
Meio Ambiente
Implementar o Programa Cultivando Água Boa Paraná de ações integradas nas bacias hidrográficas do Médio Iguaçu e Jordão visando a sua sustentabilidade socioambiental e construção ética do cuidado com o meio ambiente, com envolvimento participativo da comunidade e apoio das empresas públicas e de economia mista.
Ampliar a rede de abastecimento de água e a regularização de aterros sanitários, principalmente na região do Cantuquiriguaçu.
Participação Social
Fortalecer as articulações territoriais em especial os Territórios da Cidadania Cantuquiriguaçu e Paraná Centro.
Estruturar o Conselho Regional de Desenvolvimento Econômico e Social da Região para garantir a contribuição e participação da sociedade na construção de um planejamento estratégico de longo prazo e monitoramento das ações de governo para sua execução.
Mulheres
Implantar a Casa da Mulher Paranaense em Guarapuava, com referência no Programa Nacional Casa da Mulher Brasileira, para atender toda a região com serviço integrado de atendimento às mulheres em situação de violência e vulnerabilidade - acompanhamento psicossocial, abrigamento emergencial, serviço na área de saúde mental, autonomia econômica, transporte, DEAM (delegacia especializada), Juizado de Violência Doméstica e Familiar, Defensoria Pública.
Ensino Superior, CT&I
Passar a cumprir o princípio constitucional de aplicação dos recursos do Fundo Paraná com absoluta regularidade de repasse para Fundação Araucária, Tecpar e Unidade Gestora do Fundo.
Recuperar a autonomia da Fundação Araucária com abertura de editais públicos, respeitando as decisões das câmaras de avaliação dos projetos.
Implantar a Lei Estadual de Inovação integrando o Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia e setor produtivo com objetivo de incentivar empresas para promoção do desenvolvimento tecnológico.
Aproveitar o potencial que representa o sistema de ensino, pesquisa e inovação do Paraná, distribuído por todo Estado, como referência para o desenvolvimento econômico, social e ambiental compatibilizando as Vocações Regionais buscando agregação de valor com ampliação da geração de emprego e renda.
Universidade Sem Fronteiras - Requalificar e ampliar programa de extensão universitária voltado para o desenvolvimento regional, que tem como princípio a democratização do conhecimento através da troca, compartilhamento e articulação entre a universidade e a sociedade.
PAC Paraná – Educação Superior e HUs: Construir, reformar e melhorar a infraestrutura que atendam as demandas das universidades estaduais e hospitais universitários.
Valorização dos docentes e técnicos das Universidades Estaduais e dos HUs. Garantir mecanismo automático de substituição das aposentadorias e exonerações. Estimular a formação continuada, bem como elaborar um planejamento de recuperação de demanda reprimida de pessoal durante os 4 anos de governo, condicionado aos recursos orçamentários e financeiros disponíveis.
Povos e Comunidades Tradicionais
Efetivar o funcionamento do Conselho Estadual de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais para formular e propor diretrizes voltadas às políticas públicas para os povos indígenas e comunidades tradicionais, constituindo-se em fórum permanente de diálogo.
Programa Estadual Desenvolvimento Sustentável dos Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais. Em conjunto com o Governo Federal implementar políticas que nas comunidades promovam infraestrutura e qualidade de vida:
(a) Ampliar e melhorar os sistemas de abastecimento de água e de esgoto sanitário através da SANEPAR, em parceria com a FUNASA.
(b) Financiar a execução de projetos habitacionais com recursos da COHAPAR em parceria com o Programa Minha Casa Minha Vida.
(c) Implantar projetos sustentáveis de energia e garantir tarifa zero para microempreendimentos.
(d) Atuar de forma permanente na recuperação de estradas.
(e) Levar o acesso à internet, garantindo tarifa social nos domicílios e gratuidade nos espaços públicos.
Instituir o Fundo de Terras do Estado do Paraná para financiar programas de reordenação fundiária com foco nas comunidades tradicionais.
Roberto Requião/PMDB não enviou as propostas

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário