domingo, 24 de dezembro de 2017

Policial e namorado apedrejaram festa antes de disparo que matou copeira no PR



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: PARANA PORTAL Imagem: Divulgação



Novas imagens revelam mais detalhes sobre a noite em que a policial civil Kátia das Graças Belo atirou contra uma confraternização e atingiu a copeira Rosária Miranda da Silva na cabeça no dia 23 de dezembro do ano passado. Câmeras de segurança flagraram Kátia e o namorado arremessando pedras contra a festa.
A trabalhadora foi hospitalizada, mas morreu dias depois.
Pelas imagens é possível observar o homem e a policial apontando para o terreno. Na sequência, ele pega uma pedra no chão e arremessa por cima do portão e vai para o outro lado da rua. Neste momento, a policial saca a arma, mas não faz nenhum disparo. Depois, ambos saem do campo de visão da câmera.
A cena está disponível nos autos do processo e devem ser usadas pelo Ministério Público. Em depoimento, a policial se reconheceu nas imagens e justificou que alguém teria se escondido entre as árvores e um contêiner na empresa vizinha à sua residência.
“Ele falou que ia arremessar essa pedra para ver se alguém se manifestava no local. Não aconteceu nada ali”, conta em depoimento. 
Assista aqui o vídeo. 



OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário