quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Adolescente se entrega à polícia e confessa que matou menina de 13 anos no ES



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1 Imagem: Divulgação


Um adolescente de 16 anos se entregou à polícia nesta terça-feira (26), em São Mateus, Norte do Espírito Santo, e confessou ter matado a menina Rayane Santos da Silva, de 13 anos, no dia 18 de dezembro. O corpo da vítima foi encontrado em um matagal, com mãos e pés amarrados. A Polícia Civil continua investigando o caso.
O adolescente foi à delegacia da cidade durante a manhã, após ser convencido pelos pais a se entregar. Ele confessou que disparou três tiros contra a menina e disse que um outro menor também atirou contra ela.
Segundo o chefe de investigação da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de São Mateus, Cláudio Caran, o adolescente disse que estava sendo ameaçado de morte por um grupo de traficantes de Jaguaré e que a menina Rayane fazia parte desse grupo.
"Houve muitos requintes de crueldade na forma como eles cometeram aquele crime. O rapaz alega que estava sendo ameaçado, ele e um outro menor, por um traficante do município de Jaguaré", disse Caran.
Além do adolescente apreendido e do menor acusado por ele, a polícia também investiga a participação de mais três pessoas no crime.
"Nós já temos a qualificação dos outros participantes, também menores de idade, e em breve teremos novidades. É melhor que eles se entregue, pois estamos trabalhando para ir atrás deles", disse Caran.
Convencido pelos pais
Foram os pais do adolescente que o convenceram a se entregar à polícia. A mãe dele o acompanhou até a delegacia da cidade e contou que o filho havia sumido após o crime, e assim que ele voltou para casa, ela e o marido o convenceram a se entregar.
A Polícia Civil informou que pediu a internação do adolescente ao Ministério Público. 

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário