domingo, 24 de março de 2013

Vettel supera Webber, vence na Malásia e lidera Mundial



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Terra Esporte Imagem: AFP

Desobedecendo uma instrução de sua equipe para manter posições, Sebastian Vettel levou a melhor em uma disputa direta com Mark Webber para vencer o Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1. Em briga na pista, os pilotos da Red Bull quase se tocaram na 46ª das 56ª voltas da prova, quando o alemão ultrapassou o australiano e reassumiu a liderança da prova. Depois do abandono precoce do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, completou o pódio. Já o brasileiro Felipe Massa terminou no quinto lugar.
A briga da Red Bull foi quente e levou Vettel a se aproximar do muro da reta dos boxes na 46ª volta. Depois de se defender bastante, Webber finalmente perdeu a posição que havia ganhado ainda no início da corrida.

O australiano largou no quinto lugar e no início da segunda volta já era o segundo, beneficiado pelo abandono de Alonso - este tocou a traseira de Vettel quando tentava brigar pela ponta e danificou a asa traseira. O espanhol e a Ferrari optaram por não se dirigir aos boxes ao fim da primeira volta, mas logo depois o equipamento não resistiu, quebrando-se.

Devido à chuva que caiu antes da largada no Circuito de Sepang, os pilotos iniciaram a prova com pneus intermediários, mas as condições climáticas se mantiveram estáveis durante a corrida. Vettel foi um dos primeiros a parar, trocando os compostos por de pista seca na sexta volta.

Webber permaneceu mais tempo na pista e, quando retornou, estava à frente do companheiro de equipe. O australiano, assim, dominou a prova sem ser incomodado até a 46ª volta, quando, depois de a Red Bull fazer a parada nos boxes de seus pilotos, ocorreu a ultrapassagem de Vettel.

A manobra valeu a 27ª vitória da carreira do alemão na F1, em 110 provas. Ele não vencia desde o GP da Índia, em 28 de outubro de 2012. Com o resultado, o tricampeão mundial assumiu a liderança do campeonato, com 40 pontos.

O finlandês Kimi Raikkonen, que ocupava a ponta após vencer a etapa de abertura do Mundial de 2013, na Austrália, terminou no sétimo lugar com a Lotus, logo atrás do companheiro de time, o francês Romain Grosjean. Entre os que finalizaram a prova, a equipe foi a única a fazer três paradas no boxe com seus dois pilotos, enquanto que as demais fizeram quatro - o francês Jean-Éric Vergne, da Toro Rosso; e o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, também trocaram pneus por três vezes, terminando respectivamente nos décimo e 11º postos.

Massa, que havia feito seu último pit stop na 49ª volta, ultrapassou tanto Raikkonen quanto Grosjean nas voltas finais, garantindo o quinto lugar. O brasileiro terminou atrás da dupla da Mercedes, formada por Hamilton e pelo alemão Nico Rosberg. Este chegou a protestar com a equipe, via rádio, pedindo permissão para ultrapassar o colega nas voltas finais, já que considerava ser mais rápido. A escuderia pediu que ambos não arriscassem e mantivessem as posições.

Apesar do resultado, Raikkonen ainda é o vice-líder da classificação, com 31 pontos. Webber soma 26, contra 25 de Hamilton. Massa figura no quinto posto, com 22 pontos, contra 18 de Alonso. O sétimo colocado é Rosberg, que coleciona 12.

Confira o resultado final do Grande Prêmio da Malásia:

1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
2: Mark Webber (AUS/Red Bull) - a 4s2
3: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - a 12s1
4: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 12s6
5: Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 25s6
6: Romain Grosjean (FRA/Lotus) - a 35s5
7: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) - a 48s4
8: Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) - a 53s0
9: Sergio Perez (MEX/McLaren) - a 72s3
10: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) - a 87s1
11: Valtteri Bottas (FIN/Williams) - a 88s6
12: Esteban Gutierrez (MEX/Sauber) – a 1 volta
13: Jules Bianchi (FRA/Marussia) - a 1 volta
14: Charles Pic (FRA/Caterham) - a 1 volta
15: Giedo van der Garde (HOL/Caterham) - a 1 volta
16: Max Chilton (GBR/Marussia) – a 2 voltas

Não completaram:

Jenson Button (GBR/McLaren)
Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
Pastor Maldonado (VEN/Williams)
Adrian Sutil (ALE/Force India)
Paul di Resta (GBR/Force India)
Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário