quarta-feira, 24 de outubro de 2012

SERIE A - 32ª Rodada - Jogos



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Globo Esporte Imagem: Divulgação
  
Ex-candidatos ao título, Vasco e Inter se enfrentam pela consolação do G-4

No início do Campeonato Brasileiro, Vasco e Internacional figuravam em boa parte das listas de favoritos ao título. Mas, no decorrer da competição, por motivos diversos, acabaram por não corresponder às expectativas iniciais. Assim, no confronto desta quarta-feira, às 20h30m, em São Januário, está em jogo o direito de se aproximar da quarta posição e, dessa forma, continuar sonhando com uma vaga no G-4. Cinco pontos separam as duas equipes na tabela. Abatido pela derrota por 3 a 2 para o Botafogo na última rodada, o Vasco teve um alento com a derrota do São Paulo para o Flamengo, no último domingo. Ocupa o quinto lugar com 50 pontos, a cinco do Tricolor paulista, que já jogou na 32ª rodada. Por isso, uma vitória sobre o Internacional diminui para dois pontos a distância até a zona de classificação para a Libertadores. Heber Roberto Lopes (Fifa/PR) apita a partida, auxiliado por Carlos Berkenbrock (Fifa/SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES). Heber Roberto Lopes arbitrou 16 jogos no Brasileirão, marcou 631 faltas (média de 39,4 por jogo), aplicou 62 amarelos (média de 3,9 por jogo), quatro vermelhos (média de 0,25 por jogo) e um pênalti (média de 0,06 por jogo). O campeonato tem média de 5 amarelos, 0,28 vermelho, 36,8 faltas e 0,21 pênalti. O árbitro apitou dois jogos dos cariocas e um dos gaúchos na Série A deste ano: Portuguesa 0 x 1 Vasco (2ª rodada), Vasco 2 x 0 Portuguesa (21ª rodada) e Inter 2 x 2 Sport (25ª rodada).
Vasco: embora a equipe tenha saído derrotada por 3 a 2, Marcelo Oliveira decidiu manter a escalação que começou o clássico contra o Botafogo. Isso significa a permanência de Carlos Alberto como homem de referência do ataque, já que Alecsandro e Tenorio continuam machucados. A ideia do treinador é dar mais força coletiva e corrigir os erros cometidos no clássico, principalmente em termos de marcação. O Vasco deve entrar em campo com a seguinte escalação: Fernando Prass, Jonas, Dedé, Douglas e Wendel; Nilton, Fellipe Bastos, Juninho e Felipe; Eder Luis e Carlos Alberto.
Internacional: Fernandão promove os retornos de D’Alessandro e Kleber, que ficaram no banco de reservas contra o Figueirense. Após cumprir suspensão, Nei reassume a lateral direita. O ataque também apresenta novidades. Ele será composto por Dagoberto e Diego Forlán, que estava a serviço da seleção uruguaia pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O Inter atuará com Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Ygor, Guiñazu, Fred e D’Alessandro; Dagoberto e Diego Forlán.

Com sonhos difíceis, Figueira e Bota se enfrentam para manter esperanças
Figueirense e Botafogo jogam nesta quarta-feira, fechando a 31ª rodada do Brasileiro, às 22h (de Brasília), no Orlando Scarpelli, com objetivos claros e distintos. Os catarinenses lutam para escapar do rebaixamento. Em penúltimo lugar, com 28 pontos, a equipe precisa tirar uma diferença de oito pontos para o Bahia, primeiro time fora do Z-4. Do outro lado, os cariocas brigam para conseguir uma vaga na Libertadores, mesmo com chances remotas. O clube está 11 pontos atrás do São Paulo, quarto colocado. O empate praticamente colocaria um ponto final nas pretensões dos dois times. Após a vitória de virada no clássico contra o Vasco, na última quarta-feira, por 3 a 2, com dois gols de Bruno Mendes, o Botafogo teve as esperanças renovadas e inicia contra o Figueirense uma sequência de jogos contra times que estão na parte de baixo da tabela. Apesar de técnico e jogadores negarem que isso facilite a vida, é a chance de conseguir uma arrancada para chegar à Taça Libertadores.André Luiz de Freitas Castro (GO) apita a partida, auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR). André Luiz de Freitas arbitrou 12 jogos no Brasileirão, marcou 384 faltas (média de 32 por jogo), mostrou 62 amarelos (média de 5,2 por jogo) e um vermelho (média de 0,08 por jogo) e marcou dois pênaltis (média de 0,17 por jogo). O campeonato tem média de cinco amarelos, 0,28 vermelho, 36,8 faltas e 0,21 pênalti. O árbitro apitou um jogo dos catarinenses na Série A deste ano: Corinthians 1 x 1 Figueirense (3ª rodada).
Figueirense: são duas mudanças por necessidade em relação ao último jogo. O zagueiro Sandro se recupera de contratura muscular, e o volante Claudinei está suspenso. Os também volantes Coutinho e Doriva voltam ao banco para que o Figueirense tenha o meio de campo com dois jogadores de contenção e outros dois mais ofensivos - em vez do losango com três volantes. Jackson retoma o posto na frente da zaga depois de estar suspenso. O time está confirmado com Wilson; Elsinho, João Paulo, Canuto e Hélder; Jackson, Túlio, Botti e Ronny; Julio Cesar e Aloisio.
Botafogo: depois da virada sobre o Vasco, o técnico Oswaldo de Oliveira terá os retornos de Lucas e Andrezinho, que cumpriram suspensão. Jadson, que jogou na lateral direita no clássico, vai para a cabeça de área no lugar de Renato, enquanto Lima será o lateral-esquerdo, na vaga de Márcio Azevedo, suspenso. O time está confirmado com: Jefferson, Lucas; Antônio Carlos, Dória e Lima; Gabriel, Jadson, Seedorf, Fellype Gabriel e Andrezinho, e Bruno Mendes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário