quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Jornalista é ameaçado de morte por vereador em Guarapuava


O jornalista guarapuavano Mauro Biazi procurou a RSN na manhã de hoje, quinta-feira (29), para denunciar o vereador João Napoleão (PSDB), que o teria ameaçado de morte em um local público no centro da cidade no final da tarde de ontem (28). De acordo com o jornalista, ele e mais quatro empresários estavam reunidos na calçada, na Rua XV de Novembro, quando o vereador João Napoleão chegou com o dedo em riste e o ameaçou. “Ele estava alterado, afirmando aos gritos que se eu escrevesse qualquer coisa sobre a família dele eu estaria morto”, destaca. Mauro afirmou ainda que não cita o vereador ou sua família em seus textos. “Sou uma pessoa de assumir tudo o que faço. Não cito o vereador e nem a família dele, pois se citasse em algum texto eu, com certeza, assumiria. Recebi uma ameaça de morte e quero saber o porquê dessa ameaça”, enfatiza Biazi. Hoje pela manhã, o jornalista lavrou um Boletim de Ocorrências (2011/821689) na Polícia Civil. Também foi agendada para o próximo dia 22 de novembro uma Audiência Preliminar no Juizado Especial para ouvir as partes envolvidas. A RSN procurou duas das quatro testemunhas que teriam presenciado a discussão entre ambos, as duas confirmaram os fatos. Um dos empresários disse, inclusive, que foi o responsável por tirar o vereador João Napoleão do centro das discussões. “Tive que conter ele, pois, afinal, ele é um homem público. Quem nos via próximos chegou a pensar que a briga era entre eu e ele”, afirmou o empresário.
Vereador nega
Procurado pela reportagem da RSN o vereador João Napoleão negou ter ocorrido qualquer discussão entre ele e o jornalista Mauro Biazi. “Não converso com ele. Eu o vi reunido com os empresários na XV ontem no final da tarde, mas não dirigi nenhuma palavra a ele e muito menos o ameacei de morte”, afirma o vereador.

Texto: Rede Sul de Noticias  – Foto: Rede Sul de Noticias
Programa Cidade Noticias (12:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade FM (87,9) – WWW.cidade104fm.com.br  

Nenhum comentário:

Postar um comentário