sexta-feira, 23 de setembro de 2011

CNH pode ser gratuita para quem tem renda familiar de até três mínimos


O senador Clésio Andrade está preocupado com a possibilidade de um apagão no setor de transportes. Segundo ele, mais de 50 mil vagas para motoristas profissionais não são preenchidas por falta de qualificação. "O país hoje tem uma falta em torno de 50 mil motoristas, é muita coisa entre caminhões , veículos pesados ,ônibus urbanos e taxistas , toda expansão que o Brasil está tendo no sistema de transporte avança muito com relação ao crescimento da economia." O projeto cria condições para que jovens de baixa renda possam se capacitar para entrar no mercado de trabalho como motoristas profissionais. Clésio Andrade apontou que o custo para que se tenha uma habilitação no país é alto. "Na realidade gasta de 1.200 à 1.500 reais para tirar a carteira, depois gasta de 1.200 à 1.500 para reclassificar sua carteira para ser profissional do volante , além de ser caro e trabalhoso, então é preciso que esse jovem seja motivado." A gratuidade das carteiras de motorista seria financiada com recursos da CIDE, uma contribuição paga na venda de combustíveis.

Texto: Marcus Oliveira (Radio Senado)  – Foto: Divulgação 
Programa Cidade Noticias (12:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade FM (87,9) – WWW.cidade104fm.com.br  

Nenhum comentário:

Postar um comentário