quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Construções podem ser obrigadas a aproveitar águas da chuva


O projeto diz que os edifícios públicos ou privados, sejam eles comerciais ou residenciais, devem contar com um sistema de armazenamento e aproveitamento da água das chuvas para a conservação e limpeza dos próprios prédios. E também a reutilização da água servida, como a usada na máquina de lavar roupas, por exemplo, para o acionamento de descargas sanitárias. O autor do projeto, senador Marcelo Crivela, do PRB do Rio de Janeiro, disse que a ideia é diminuir drasticamente o desperdício de água. Todas as fábricas, todas as escolas, todos os edifícios públicos, todas as igrejas construírem em suas áreas de estacionamento, em suas áreas de jardim, reservas, nós temos um programa de construção de cisternas no nordeste, para guardar as águas das chuvas e usá-la na agricultura. Nas cidades que esses reservatórios guardem essa água das chuvas e amanhã usem para lavar a calçada, para tirar a lama dos carros, da rua. As prefeituras é que vão definir as regras para a implantação dos sistemas de aproveitamento e reutilização das águas. E também dizer quais construções antigas têm condições técnicas de se adaptar à nova lei. O projeto foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado. Isso significa que a proposta deve seguir diretamente para a Câmara dos Deputados, sem a necessidade de passar pela análise do plenário.

Texto: Maurício de Santi (Radio Senado)  – Foto: Divulgação
Programa Cidade Noticias (12:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade FM – WWW.cidade104fm.com.br  

Nenhum comentário:

Postar um comentário