terça-feira, 13 de setembro de 2011

Estudante poderá abater sua dividas com FIES


Por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, Fies, o Ministério da Educação custeia cursos de graduação para alunos matriculados em faculdades privadas. Dezoito meses depois de formado, o estudante começa a pagar, em prestações, o financiamento recebido. A proposta do senador Paulo Davim é permitir ao aluno abater até 12 parcelas de sua dívida com o Fies por meio da prestação de serviços em instituições públicas de educação ou saúde. Pelo projeto, poderão fazer essa opção pessoas recém-formadas em cursos de Licenciatura, Medicina, Odontologia e Enfermagem. Na avaliação de Paulo Davim, trata-se de uma oportunidade de abrir as portas do mercado de trabalho aos jovens, além de levar para o serviço público mão-de-obra em áreas consideradas carentes. O jovem é formado usando recursos do Fies, e ele devolveria, teria opção, de pagar parte da sua dívida com serviço prestado em serviços públicos, então não haverá prejuízo para a fonte financiadora, ele vai pagar apenas um ano, vai passar um ano abatendo a sua dívida, e ao mesmo tempo que ele vai ter a oportunidade de entrar no mercado, ele vai definitivamente ter a oportunidade de praticar antes mesmo de arranjar um emprego. Na comissão de Assuntos Sociais, onde se encontra atualmente, o projeto tem como relator o senador João Vicente Claudino, do PTB do Piauí, que já deu parecer favorável à matéria.

Texto: Celso Cavalcanti. (Radio Senado)  – Foto: Reginaldo Tinti/Anuncifacil
Programa Cidade Noticias (12:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade FM – WWW.cidade104fm.com.br  

3 comentários:

  1. FIES para ricos... porque os pobres não tem avalistas, e além disso, enfrentam uma burocracia dos infernos... o banco do brasil pior banco para se tratar desse assunto... menos pior é a caixa economica...

    ResponderExcluir