quarta-feira, 27 de abril de 2016

Empresário mantinha própria família em cárcere privado, diz polícia no PR



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: CGN Imagem: Divulgação


Na tarde desta terça-feira (26), policiais civis de Foz do Iguaçu, atenderam uma denúncia envolvendo um empresário hoteleiro da cidade que estaria envolvido em uma situação de cárcere privado na região do Parque Imperatriz, entrada da cidade.
Tudo começou quando Lucas Figueiredo Machado denunciou seu pai, o empresário Gerson Luiz Bom de Morais de 58 anos. A informação era de que o homem teria ameaçado o filho no dia anterior usando uma arma de fogo em uma chácara no bairro Aparecidinha.
Ao fazer as diligências referentes à denúncia, os policiais descobriram que o empresário mantinha em cárcere privado num quarto de seu hotel desde à tarde do dia anterior, sua esposa, Cristiane Ribeiro Vivian, seu filho Lucas e outros filhos do casal. O suspeito só autorizava a saída da esposa para preparar a mamadeira de seu filho mais novo, devendo retornar logo em seguida ao quarto, sempre mediante grave ameaça.
Segundo foi apurado pelos investigadores, na manha desta terça-feira, o empresário pegou os documentos pessoais das vítimas e se deslocou até a rodoviária para comprar as passagens de todos os encarcerados à cidade de Canoas, no Estado de Rio Grande do Sul, pois os familiares são oriundos dessa localidade.
Já por volta do meio dia, às vítimas foram levadas até a rodoviária, com o intuito que todos embarcassem sentido a cidade Rio-grandense, momento em que Lucas trocou as passagens e procurou a Polícia Civil.
Diante de toda a situação, os policiais civis se deslocaram acompanhados das vítimas a residência da família, na região do Aparecidinha, onde lograram êxito em encontrar três armas de fogo dentro de um refrigerador, sendo uma Espingarda calibre 22, uma Espingarda calibre 36, uma Espingarda Boito calibre 36, 230 munições calibre 22 e aproximadamente sessenta cartuchos calibre 36.
Após ser constatado que as armas de fogo se encontravam em situação ilegal, os policiais foram até o hotel do suspeito e deram voz de prisão a ele. O homem foi conduzido e apresentado à autoridade policial para os procedimentos cabíveis, sendo então autuado pelos crimes posse irregular de arma de fogo de uso permitido, ameaça e cárcere privado.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário