terça-feira, 26 de abril de 2016

Acidente destrói cabine de caminhão e termina com 14 presos por saque de carga



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: BANDA B Imagem: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante 14 homens por saque de carga neste domingo (24) na BR 116 em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. Um caminhão carregado com pneus e outros produtos tombou por volta de 9h30 no quilômetro 48 da Rodovia Régis Bittencourt, o que provocou a interdição total da pista por cerca de uma hora.
Parte da carga, avaliada em R$ 288 mil, se espalhou sobre as duas pistas e foi saqueada por motoristas que passavam pelo local. Socorrido, o motorista do caminhão foi encaminhado ao Hospital Angelina Caron, sem risco de morte.
Todos os saqueadores presos foram abordados minutos após o acidente, em frente à Unidade Operacional Taquari da PRF. Entre eles está um argentino que dirigia um caminhão-cegonha com destino a Buenos Aires.
Parte da carga saqueada foi recuperada dentro dos veículos abordados pelos policiais rodoviários federais. Alguns dos envolvidos, ao saber da ação da PRF, começaram a dispensar mercadorias pelas janelas dos veículos em movimento, antes de passar pelo posto policial. Uma equipe da PRF fez uma varredura pelo trecho, recolhendo os produtos saqueados que foram dispensados pelo caminho. A distância entre o local do acidente e a posto da PRF é de aproximadamente oito quilômetros.
Foi preciso deslocar um ônibus da PRF para transportar todos os presos até a Delegacia da Polícia Civil em Campina Grande do Sul. Quem participa de saques de carga comete crime de furto ou roubo, conforme o enquadramento da autoridade policial. No caso de furto, a pena prevista é de até oito anos de reclusão. Já o crime de roubo prevê reclusão de até dez anos.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário