terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Jair Bolsonaro leva ‘chuva de glitter’ e é hostilizado por ativistas em Porto Alegre



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: EXTRA Imagem: Divulgação


Na tarde desta terça-feira, enquanto concedia entrevista à imprensa na Assembleia Legislativa de Porto Alegre, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi alvo de uma “chuva" de glitter e purpurina promovida por ativistas do movimento Levante Popular da Juventude.
O parlamentar, conhecido por suas opiniões polêmicas sobre direitos da comunidade LGBT, foi chamado de “racista”, “fascista” e “homofóbico” pelos jovens.
O deputado do Rio está em Porto Alegre a convite do general do Exército Edson Leal Pujol, que às 19h desta terça-feira assume o Comando Militar do Sul.
Beijaço Gay
A passagem de Bolsonaro pela Assembleia Legislativa gaúcha ainda contou com uma confusão generalizada em decorrência de um "beijaço gay" organizado, pelas redes sociais, por ativistas contrários à presença do deputado do Rio.
Um empurra-empurra terminou com três pessoas feridas após a tentativa dos jovens de entrarem no auditório Dante Barone. A princípio, a ideia do movimento era entregar flores ao parlamentar. No entanto, o ato simbólico se resumiu ao beijaço, que reuniu cerca de 150 pessoas, segundo informações da organização.
Apesar da confusão, a polícia não chegou a ser convocada para acalmar os ânimos.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Um comentário:

  1. Mas é curioso ver militar falar contra homossexualismo. Eles não garantem nem suas fileiras!!!

    Nilton Gomes de Castro,morto em 2001, por exemplo, era um homossexual instrutor do que se chama tiro de guerra que não escondia sua predileção sexual.

    Se der uma peneirada nas forças armadas, no que diz respeito a corrupção e despreparo, o efetivo cai pela metade ...

    ResponderExcluir