quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Conheça a vida de Temer, 3º presidente não eleito do PMDB



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TERRA Imagem: Divulgação

Após anos nos bastidores, Michel Temer se torna nesta quarta-feira (31) o novo presidente do Brasil, após a petista Dilma Rousseff ser condenada em um processo de impeachment por violar leis fiscais.
Temer assume o poder de forma indireta e será o terceiro líder do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) a chegar à Presidência sem eleição nos últimos 30 anos, após José Sarney, em 1985, e Itamar Franco, em 1992.
Publicidade
Michel Miguel Elias Temer Lulia nasceu em 23 de setembro de 1940, em Tietê, no interior de São Paulo. Ele é o filho caçula dos imigrantes Miguel Elias Temer Lulia e March Barbar Lulia, que chegaram ao Brasil ainda na década de 1920, vindos do Líbano.
Temer é formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), no Largo São Francisco, instituição pela qual passaram 13 presidentes do País.
Após trabalhar na Procuradoria Geral do Estado de São Paulo e na Secretaria de Segurança Pública (SSP), onde criou a primeira Delegacia da Mulher no Brasil, ele concorreu a deputado federal em 1986 pelo PMDB. Foi reeleito para o cargo diversas vezes e ocupou a Presidência da Casa em 1997, 1999 e 2009. Em 2001, foi escolhido para presidir o partido.
Pensando em ampliar a base aliada, Dilma Rousseff o convidou para concorrer em sua chapa presidencial como seu vice. A dupla venceu as eleições com 56% dos votos, contra o tucano José Serra, e tomou posse em 1 de janeiro de 2010, com Dilma carregando o título de primeira mulher a vestir a faixa presidencial do Brasil. 
Reeleito junto a Dilma nas acirradas eleições de 2014, o distanciamento entre os dois (que já era evidente no primeiro mandato) acabou se ampliando quando Temer apoiou o peemedebista Eduardo Cunha à Presidência da Câmara -- os petistas batalharam por Arlindo Chinaglia.
Temer rompeu com a presidente no final de 2015, pouco após Cunha aceitar a tramitação de pedido de impeachment contra Dilma na Câmara, e enviou uma carta à petista falando que sempre se sentiu deixado de lado na tomada das decisões, como um "vice decorativo".
"Sei que a senhora não tem confiança em mim e no PMDB hoje e não terá amanhã. Lamento. Mas esta é a minha convicção", escreveu. Em março de 2016, em meio ao processo de impeachment, o PMDB deixou a base governista e Dilma perdeu a maioria no Congresso.
De aliado, Temer virou inimigo declarado da presidente e inclusive já falava como se ocupasse a cadeira de Dilma. Com o afastamento de Dilma em maio, ele assumiu interinamente como chefe de Estado, mas com um gabinete polêmico pela baixa diversidade de representação.
A partir de hoje, porém, Temer é o novo presidente do Brasil, graças à votação no Senado que, por 61 votos a favor, 20 contra e nenhuma abstenção, condenou Dilma pelas chamadas "pedaladas" nas contas públicas.
Temer, de 75 anos, é casado há mais de uma década com a também advogada Marcela Tedeschi Araújo, de 33 anos. Eles se conheceram quando ela tinha 19 anos e atuava como modelo. Ele tinha 62 anos na época. Marcela está grávida pela segunda vez. O casal já tem Michelzinho, de 8 anos.
Temer ainda tem outros quatro filhos, Maristela, 46 anos, Luciana, 43, e Clarissa, 41, além de Eduardo, de 14 anos. 
MATÉRIAS RELACIONADAS: 
Sanders se diz 'preocupado' com impeachment de Dilma e pede que EUA apoiem trabalhadores brasileiros. 
Senadores aprovam parecer, Dilma vira ré e vai a julgamento em plenário. 
Senado dá início nesta semana ao julgamento do impeachment de Dilma. 
Artistas e intelectuais estrangeiros divulgam manifesto contra impeachment de Dilma.
Artistas e intelectuais brasileiros lançam carta contra o impeachment.
Para 65% dos brasileiros, Dilma deve ser afastada definitivamente, revela pesquisa.
Dilma fala por 13 horas, defende mandato e diz que é vítima de golpe parlamentar.
Pó branco no Senado era açúcar, diz parlamentar.
Senado aprova impeachment, sela saída definitiva de Dilma.
Veja como os senadores votaram no julgamento do impeachment.
Na prática, Maia assume posto de vice-presidente.
Barbosa chama impeachment de "tabajara" e discurso de Temer de "patético".
Após impeachment, Equador e Bolívia vão chamar embaixadores de volta.
Temer tem uma dívida comigo, diz Janaina Paschoal.
Como presidente, Temer não pode ser investigado por atos fora do mandato.
Dólar cai no dia e no mês e fecha a R$ 3,229, após PIB e impeachment.
Dilma diz que impeachment é 2º golpe de estado que enfrenta na vida.
"Se alguém falar em golpe, direi que o Brasil está pacificado juridicamente", afirma Temer.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário