segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Morre padre que negociou no assalto mais longo da história do Brasil



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Maycon Corazza (CGN) Imagem: Folha da Cominidade


Morreu no último fim de semana, em Campo Mourão, o padre Marcelino Bravo, 73 anos, conhecido nacionalmente por ter participado das negociações do assalto mais longo da história do Brasil, ocorrido em 1988, em Goioerê.
O homem estava internado em um hospital da cidade desde o último dia 05 de outubro, quando sofreu um acidente de carro na BR-272, no trevo de acesso a Janiópolis. O Ford Fiesta conduzido pelo religioso foi atingido na lateral por um veículo Monza.
O padre sofreu ferimentos na cabeça e foi levado em estado grave ao hospital de Campo Mourão, onde permaneceu internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até o último fim de semana. O corpo de Marcelino Bravo foi velado e sepultado no Cemitério Municipal de Ubiratã, de acordo com o site do jornal O Diário.
Padre Marcelino, que no fim de sua vida atuava na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Janiópolis, se ofereceu para ser trocado por pessoas que eram mantidas reféns por assaltantes no interior do Banco do Brasil de Goioerê.  Esse é considerado o assalto mais longo da história do Brasil, com duração de 145 horas.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário