quarta-feira, 29 de maio de 2013

Travesti é preso por aceitar pagamento de crack por programa



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Elizangela Jubanski (Radio Banda B) Imagem: Juliano Cunha


Um travesti foi preso em flagrante na noite desta terça-feira (28) negociando pedras de crack no Centro de Curitiba. Kendra, que se chama legalmente Willian José Camilo Zanetti, de 24 anos, admitiu a droga, mas alegou que recebeu as pedras de crack como forma de pagamento por um programa. Ele foi encaminhado ao 1º Distrito Policial e autuado em flagrante por tráfico de drogas. 
Agentes da Guarda Municipal flagraram um usuário de drogas comprando crack de Kendra na rua Alfredo Bufren esquina com a Rua Riachuelo. Os guardas observaram a cena sem interferir e esperaram que a transação terminasse. Depois, ao abordar os dois, o travesti admitiu que estava vendendo o crack ao usuário. Kendra contou que adquiriu a droga como parte de um pagamento por um programa que tinha feito há algumas horas.
“Nos chamou a atenção a comercialização entre eles. O travesti deu a versão de que a droga foi paga por um programa e por isso estava vendendo, para ganhar um dinheiro e pagar a diária do hotel onde aconteceu o programa”, contou o Guarda Municipal Sávio. Ainda, segundo Sávio, é comum que travestis receberam drogas como forma de pagamento por um programa.
Boqueirão
Um homem que fugiu ao avistar policiais militares na Rua Pastor Carlos Frank, no bairro Boqueirão, em Curitiba, acabou preso acusado de tráfico de drogas. Robson de Aragão Souza, 19 anos, foi apontado por um dependente químico como vendedor de drogas naquela região. Dentro da casa de Robson, policiais encontraram vários produtos, supostamente trocados por drogas, como impressoras, ventilador, celulares, notebook, módulos de som e toca cds automotivos. Os produtos foram encaminhados ao 2° Distrito Policial, no bairro Rebouças.




OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário