sexta-feira, 31 de maio de 2013

Sem feridos graves, rebelião na cadeia se encerra na 14ª SDP em Guarapuava



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Harald Essert (Diário de Guarapuava) Imagem: João Quaquio (Diário de Guarapuava)


A Polícia Militar informou, por volta das 17h50, que a rebelião na 14ª SDP havia se encerrado, mais de nove horas após o início do motim. O refém foi solto, mas não foi informado o estado de saúde dele.
Em seguida, a promotora da Vara de Execuções Penais, Márcia Broietti, se manifestou para a imprensa e os parentes dos internos. Ela informou que, a partir daquele momento, os policiais passariam a fazer um levantamento dos danos à estrutura da carceragem e também do total de feridos. Ela informou, contudo, que não houve feridos graves entre todos os envolvidos. Uma ambulância está no local, e profissionais de saúde entraram na cadeia com materiais de primeiros socorros.A promotora disse ainda que foi pedido aos presos que fizessem uma lista de reivindicações.
Os familiares ainda permanecem no local, e disseram que permaneceriam até a saída dos policiais da cadeia.
Reivindicações
A reportagem do Diário conversou com parentes dos presos após o fim da rebelião. Segundo algumas mães de detentos, os presos já haviam feito anteriormente uma lista das principais reclamações – mas os pedidos não teriam sido atendidos. Daí a razão do motim.
A reportagem ainda está no local para apurar maiores informações sobre o ocorrido.



OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário