domingo, 26 de maio de 2013

Mãe que come chocolate, fritura e refrigerante causa cólicas no bebê



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Ana Toledo (Itodas - Uol) Imagem: Divulgação


O leite da mãe é o principal sustento do bebê até, pelo menos, os seis meses de idade. Durante esse mesmo período, mais especificamente entre a segunda semana de vida e os três meses, é o momento em que a criança mais sofre com as cólicas. Por isso, é essencial que o alimento do pequeno seja o mais saudável possível, e isso passa pela boca da mamãe.

Comer bem é essencial para não ouvir os choros estridentes e nem mesmo sofrer para acalmar o bebê. “Uma alimentação saudável da mãe é recomendada, pois evita que o bebê tenha gases”, orienta a pediatra da Maternidade Pro Matre Paulista Dra. Edineia Vaciloto Lima.
Segundo a especialista, frutas e saladas são sempre indicadas e é possível comê-las sem medo de gerar problemas no organismo do pequeno. Já as comidas muito condimentadas, frituras, café, chocolates e refrigerantes devem ser exterminados da dieta. 
Entenda a cólica do bebê
O choro do bebê com cólica é diferente de quando ele sente fome, por exemplo. “Ele não se acalma facilmente e é um choro mais agudo e irritado”, explica Dra. Edineia. Além
disso, ele costuma ficar com rosto bem vermelhinho ao mesmo tempo em que puxa e contrai as pernas.
De acordo com a especialista, a cólica do recém-nascido é decorrente de uma imaturidade do intestino, mas sem uma fisiopatologia específica. Com isso, não existe uma medicação específica para que ela não volte mais. Contudo, é possível consultar o médico da criança para caso o pequeno precise de algum medicamento para aliviar as dores.
Atitudes para diminuir as dores Cuidado na hora da amamentação – Fique atenta e ajude o bebê na hora de sugar o leite no peito. Isso porque se ele engolir muito ar durante a amamentação, vai piorar os gases e aumentar as dores da cólica.
Nunca dê chás – Muitas mulheres acabam fazendo isso para aliviar a dor, mas é completamente contraindicado. “O ideal é o aleitamento materno exclusivo e dessa forma não oferecer nenhum outro tipo de líquido”.
Compressas quentes ajudam – “Existem bolsas térmicas que podem ser aquecidas no micro-ondas , mas cuidado com a temperatura. Sempre recomendo que ela seja envolvida por um pano e nunca colocada direto na pele do bebê”, ensina Dra. Edineia.
Massagem para aliviar – Ela também pode ser uma aliada. Opte pelos movimentos circulares no sentido horário da barriga. Também aposte em fazer movimentos de pedalar com as perninhas do bebê, ajuda muito!
É mãe e não quer perder nenhum momento do seu bebê? Nós te ensinamos a fazer – sem muito custo – um álbum superfofo para guardar as fotos do pequeno para sempre.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário