quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Embaixador da Ucrânia vem para comemorar os 125 anos da chegada dos primeiros imigrantes ao PR



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: AEN Imagem: AEN

O governador Beto Richa recebeu nesta terça-feira (06), no Salão Nobre do Palácio Iguaçu, em Curitiba, o embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, a embaixatriz Fabiana Tronenko e o cônsul honorário da Ucrânia no Paraná, Mariano Czaikowski, além de lideranças e famílias da comunidade para comemorar os 125 anos da chegada dos primeiros imigrantes ao Paraná e também os 25 anos da independência do daquele país. As datas foram celebradas oficialmente em agosto.
Os primeiros ucranianos chegaram ao Brasil em 1891 e se instalaram, principalmente, na região Centro-Sul do Paraná, em Prudentópolis. O município é um grande reduto da cultura e das tradições ucranianas. “O Brasil tem a maior comunidade ucraniana da América Latina e a maioria está em nosso Estado”, disse o governador. “O Paraná deve muito à presença dos ucranianos, ao seu trabalho e à preservação de seus costumes e tradições.”, afirmou.
Richa lembrou que em 2011 esteve na capital da Ucrânia, Kiev, para a comemoração dos 20 anos da independência e dos 120 anos da imigração. “Pude testemunhar a pujança e prosperidade da Ucrânia, sua grande produção agrícola e a força e hospitalidade de seu povo. Tivemos a oportunidade de fortalecer os laços entre o Brasil e, especificamente, o Paraná com a Ucrânia. É um grande prazer agora poder recepcioná-los no Palácio Iguaçu”, ressaltou.
O Paraná abriga hoje aproximadamente 500 mil dos cerca de 650 mil descendentes de ucranianos no Brasil. Em Curitiba são 70 mil pessoas. Hoje, existem pelo menos 20 grupos folclóricos ucranianos no Paraná. Entre eles está o Barvinok, que se apresentou durante o evento no Palácio Iguaçu, e os Cossacos, que terão suas festividades incluídas no calendário oficial do Estado.
A dança e a música ucranianas, a culinária e o artesanato são marcas fortes do País, e muito difundidos nas cidades e regiões com maior presença da comunidade. “Aqui conseguimos preservar não somente a nossa língua, mas nossa fé católica e ortodoxa, as tradições e costumes, os hábitos, a história e arte milenar”, explicou o embaixador. “Tudo isso já faz parte do patrimônio cultural do Brasil. Nossa comunidade é uma das que mais contribuíram com as esferas importantes do desenvolvimento do País”, completou.
Os ucranianos estão presentes na economia, educação, política e na ciência, entre outras áreas. Nas artes, são grandes expoentes o pintor Miguel Bakun, natural de Mallet, e a poetisa Helena Kolody, que nasceu em Cruz Machado, mas viveu por anos em Curitiba.
PRESENÇAS – Participaram da solenidade a deputada estadual Maria Victória Borghetti Barros, o prefeito eleito de Curitiba, Rafael Greca, e cônsules de diversos países.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário