terça-feira, 27 de setembro de 2016

Paranaense é cotado para o Nobel de Física deste ano



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: A REDE Imagem: Divulgação


Formado em Engenharia Química em 1970 pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), o cientista Celso Grebogi é o único brasileiro citado na 2016 Thomson Reuters Citation Laureates, lista que já previu 39 laureados para o Prêmio Nobel desde 2002. Em co-autoria com Edward Ott e James A. Yorke, Grebogi está sendo cotado por ter descrito uma teoria de controle de sistemas caóticos, o Método OGY – em referência às iniciais dos cientistas.
O ranking da Thomson Reuters aponta pesquisadores cujos avanços são renomados e exercem forte influência na comunidade científica nas áreas de Química, Física, Fisiologia ou Medicina e Economia. O impacto dos estudos é medido pela alta quantidade de citações que eles tenham recebido – apenas no Google Scholar, o brasileiro já foi citado mais de 31 mil vezes, recebendo mais de mil citações todos os anos desde 1995.
Teoria
O trabalho de Grebogi, Ott e Yorke desafiou a convicção científica de longa data que o caos era incontrolável e virou referência na área. A pesquisa do professor em dinâmica caótica combina métodos e técnicas analíticas com extensos experimentos computacionais de alta tecnologia. O objetivo é estabelecer princípios matemáticos básicos que cientistas e engenheiros possam aplicar em seus próprios campos.
Seu trabalho atual concentra-se em biologia de sistemas, neurodinâmica, métodos para controlar o caos, a dinâmica dos sistemas espaço-temporais, processos ativos nos fluxos caóticos, sistemas dinâmicos quânticos relativísticos e nanossistemas – incluindo grafeno e sistemas opto-mecânicos.
O professor declarou que ele e seus colegas de equipe se sentiram honrados com a menção no 2016 Thomson Reuters Citation Laureates. "No entanto, ainda que estejamos muito satisfeitos de ser incluídos, é improvável que possamos competir este ano contra o experimento de gravidade feito no Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory (LIGO), a primeira detecção direta de ondas gravitacionais e um resultado muito aguardado desde a previsão de ondas gravitacionais de Einstein, em 1916", pondera.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário