sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Moradores se unem e instalam torre de celular para resolver falta de sinal em Guarapuava



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RPC TV Imagem: RPC TV


Cansados da rotina de ter que subir um morro para poderem falar ao celular, os moradores e comerciantes de uma comunidade rural de Cruz Machado, no sudeste do Paraná, decidiram instalar, eles próprios, uma antena para melhorar o sinal na região. A localidade de Santana fica a cerca de 20 quilômetros da área rural da cidade. Sem o sinal, o transtorno era diário para todos.
“Era um transtorno. Quando a gente precisava, tinha que subir o morro, duas, três vezes por dia. Não era fácil”, conta Gilson Mueller, gerente de uma das empresas da comunidade. Já aqueles que não cediam às constantes subidas, tinham prejuízo. “Devido à dificuldade em você encontrar empresas, com representantes de empresas e perde compromissos às vezes de compra e cotação de produtos, porque você não tem a linha de celular para entrar em contato com os representantes” lembra o comerciante Adalberto Almeida.
A obra comunitária foi realizada com doações de todos. “Um entrou com a torre, outro entrou com  o material, outro com equipamento, com a mão de obra. Foi uma união mesmo”, explica o técnico em redes Marcelo Schlenert.
A torre tem 40 metros de altura e recebe o sinal das redes de celular do centro da cidade. Em seguida, o equipamento retransmite o sinal, num raio de quatro quilômetros. “Fomos obrigados a fazer isso, para melhorar o nosso distrito, para não ficar tão esquecido”, diz Adalberto.
Gilson acredita que a mudança foi positiva para todos, ainda que a torre seja apenas um paliativo. “Agora, a gente não precisa se deslocar até o morro. Já está pegando aí, não digo 100%, mas  90% da área aqui já pega o celular”, afirma.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário