sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Sheik do Catar vem ao Brasil para ajudar a Chapecoense



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: ESPN Imagem: Divulgação


No dia seguinte ao acidente da Chapecoense, uma pessoa se dizendo representante de um sheik árabe ligou para o clube se dispondo a ajudar. Educadamente, a primeira reação foi anotar o telefone de contato da pessoa e dizer que estavam de portas abertas. Um novo contato foi feito dias depois, dizendo que o sheik visitaria o clube nos próximos dias. A visitação nunca aconteceu e o assunto passou a ser lembrado em momentos de rara descontração nos bastidores do clube.
O que era tratado com status de "pegadinha" no clube, surpreendentemente, tornou-se realidade nesta semana, quando chegou uma comunicação formal da CBF avisando: o sheik do Catar está a caminho do Brasil. Tamim bin Hamad bin Khalifa Al Thani chegará no sábado à Arena Condá. Quer trazer apoio ao clube vitimado pelo acidente que matou 71 pessoas na Colômbia.
A CBF está organizando a chegada da autoridade árabe ao Brasil. Ele entrou em contato com a entidade há alguns dias, dizendo que estava muito sensibilizado com a tragédia do clube e se oferecendo para ajudar no que fosse preciso. O sheik será acompanhado pela embaixada do Catar no Brasil.
A ideia inicial do sheik era estar presente no velório das vítimas, realizado há pouco menos de duas semanas, mas a viagem acabou sendo adiada. O sheik teve contato com o ex-técnico Caio Júnior quando o brasileiro trabalhou no Al-Gharafa, entre 2009-2011. Apaixonado por futebol, Al Thani teria ficado bastante sensibilizado com a morte do treinador.
Michael Jackson 
Até o contato da CBF, a oferta do sheik era vista como parte de ligações que mais parecem brincadeiras de mau gosto. Uma delas vem de uma pessoa que se identificou como filho do cantor Michael Jackson.
Na ligação, o suposto parente da lenda do pop tomou nota dos dados bancários do clube e ficou de depositar um valor para ajuda. A quantia, no entanto, até agora não apareceu nas contas da Chapecoense. 
MATÉRIAS RELACIONADAS: 
Avião que transportava delegação da Chapecoense sofre acidente na Colômbia.
 
"Aeronave reportou falhas elétricas", diz comunicado do aeroporto da Colômbia.


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Controladora de voo que conversou com piloto antes do avião da Chape cair faz desabafo.

Anac revela que a companhia aérea LaMia teve quatro voos negados no Brasil.

LaMia fez quatro voos no limite da capacidade nos últimos seis meses.

Sem receber vaias nem aplausos, Temer não faz pronunciamento durante velório.

Chapecoense será declarada campeã da Sul-Americana e receberá 2 milhões de dólares.

Anjo? Pai diz que filho é herói e explica sumiço após garoto salvar atletas.

Chape é declarada campeã e garante ao menos US$ 4,8 mi em premiações.

Lamia emite nota uma semana após tragédia: “Buscamos o bem-estar dos afetados”.

Com trauma no pulmão, Neto não apresenta evolução e está em estado muito crítico.

Chapecoense pagou por parada técnica, diz TV.

AFA poupa R$10 mil com LaMia, e voo chega com 18 minutos de combustível.

‘Fui ordenada a mudar informe do voo da Chapecoense’, diz funcionária boliviana.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário