sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Facebook altera política de dados e privacidade; veja o que mudou



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: R7 Imagem: Divulgação

O Facebook anunciou nos últimos dias para os usuários que a política de uso de dados e cookies iriam mudar a partir de 2015. Em documentos, a empresa explicou como as informações fornecidas pelos próprios internautas são utilizadas pela rede social, e quais as funções do cookies. Confira o que você deve saber sobre esse novo manual.
Se você acessa o Facebook por um smartphone com sistema operacional Android 4.4, a rede social irá coletar essa informação e ainda utilizar o GPS para saber a sua localização. Ao saber onde você está, o Facebook poderá até mesmo indicar locais próximos ou mudar o idioma utilizado.
O uso dessas informações serão utilizadas para que os usuários tenham uma navegação mais personalizada na rede social. Ao saber que você costuma frequentar teatros, por exemplo, o Facebook poderá te indicar páginas e publicações que possam ser interessantes para você.
Além disso, a empresa afirma que eles não “vendem” dados extremamente pessoais, como endereço ou documentos, apenas idade, sexo, gosto musical, locais que frequenta, entre outros. De acordo com eles, é impossível identificar o seu perfil por nenhuma empresa.
Caso o usuário não aceite essas condições e não deseja que seus dados sejam compartilhados, o Facebook afirma que todas as informações referentes ao usuário são apagadas definitivamente assim que o perfil é excluído. Além disso, parte de alguns dados são deletados mesmo com a conta ativa, ou porque não são relevantes, ou porque já foram utilizados para os fins que o Facebook deseja.
O Facebook lembra os usuários que a maneira que eles operam está de acordo com a estrutura da Safe Harbor dos EUA-União Europeia e dos EUA-Suíça, ou seja, dentro das leis.
Os cookies do Facebook também passarão por uma repaginação a partir de janeiro de 2015. Cookies são “marcações” que os sites colocam no usuário para poder rastrear a sua navegação na web. Independentemente do navegador, ao entrar no Facebook pela primeira vez, você recebe um “carimbo” e com isso a rede social pode saber que sites você acessa e identificar melhor os seus hábitos online.
Por meio dos cookies, é possível aumentar a segurança ao acessar a sua conta. Se o Facebook perceber que a navegação não condiz com o que você geralmente faz, ou a localização do computador não é da sua cidade, eles podem bloquear o acesso suspeitando ser um invasor.
Os cookies também servem para fazer recomendações de páginas e perfis no Facebook. Se muitos dos seus amigos curtem a página de uma banda, por exemplo, a rede social passará a te incluir como uma das pessoas que também curtiu a página, mesmo que você não tenha feito isso.
Além disso, o Facebook utiliza os cookies para saber quais sites o usuário acessa enquanto não está na rede social. Se você costuma entrar em sites de moda, publicações relacionadas ao mundo da moda deverão aparecer na linha do tempo, mesmo que você não tenha curtido uma página sobre o assunto.
Sabe as propagandas que aparecem do lado direito da tela ao navegar no Facebook? Muitas vezes, os anúncios são de produtos ou sites que visitamos recentemente. Isso acontece também por causa dos cookies, que podem personalizar as propagandas para cada usuário.
Mesmo com a nova política de dados e os cookies, o Facebook não compartilhará dados pessoais com empresas e terceiros. A nova atualização desenvolveu um manual que possui regras mais claras e transparentes para que os próprios usuários saibam o que o Facebook faz com o seu perfil, e é reforçado nenhuma empresa terá acesso a sua senha, e-mail ou informações verdadeiramente pessoais.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário