sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Juiz decreta toque de recolher em Cantagalo, Goioxim e Virmond



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RPC Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias)

O juiz eleitoral da Comarca de Cantagalo, na região central do Paraná, Briank Frank, instituiu toque de recolher na cidade depois que um homem de 56 anos foi assassinado no município. Segundo a Polícia Civil, ele era cabo eleitoral do candidato a prefeito Jair Rocha (PR).
Além de Cantagalo, outros dois municípios da região devem cumprir a medida: Goioxim e Virmond.
Além do crime, o juiz justifica sua decisão com base no que chama de "limitado contingente policial", que é a obrigação do poder público em garantir a segurança da população e os ânimos acirrados por conta da eleição nas cidades vizinhas.
Horários
Com o toque de recolher, os moradores não podem circular nas ruas nesta sexta, no sábado (1º) e no domingo (2), dia da eleição, entre 22h e 5h. A desobediência de gerar pena de três meses a um ano de detenção, além do pagamento de multa.
Estabelecimentos comerciais que vendem bebida alcoólica são obrigados a não abrir no mesmo período, sob pena de multa de até R$ 5 mil. Já os responsáveis, caso descumpram a proibição, podem responder ação penal por crime de desobediência.
Quanto ao crime contra o cabo eleitoral do candidato Jair Rocha, a Polícia Civil de Cantagalo informa que está investigando o caso e possui um suspeito de ter praticado o crime. A polícia está colhendo depoimentos e fazendo buscas.
O assassinato
O cabo eleitoral foi morto a tiros no final da tarde de quinta-feira (29), quando entrava em sua caminhonete.
Testemunhas contaram à polícia que os disparos vieram de um motociclista. Para a polícia, o crime pode ter relação com uma rixa pessoal, tendo em vista que o cabo eleitoral foi alvo de uma tentativa de homicídio em maio deste ano.
No entanto, a polícia também diz que também irá investigar se o assassinato tem contoação política, apesar de considerar essa uma hipótese remota.
Por telefone, a Companhia da Polícia Militar (PM) de Laranjeiras do Sul, na mesma região, informou que a PM já possui um reforço do policiamento para a semana que antecede a eleição nos municípios aonde foram instituídos o toque de recolher e em outras cidades da região.
Informou ainda que a PM pode reforçar ainda mais o policiamento em eventual necessidade.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário