quinta-feira, 29 de maio de 2014

Vai para a cadeia curandeiro que viajava o Paraná prometendo curas milagrosas com lascas de madeira



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Rádio Banda B Imagem: Policia Civil


Após dois meses de investigações, policiais civis da Delegacia de Repressão aos Crimes da Saúde (Decrisa) prenderam, nesta quarta- feira (28), em Ponta Grossa, Evaldo da Motta, mais conhecido como ““Índio””, acusado de realizar “tratamentos ”prometendo curas milagrosas às vítimas. De acordo com investigações, ““Índio”” se apresentava nas paróquias trazendo uma falsa carta da Cúria Diocesana de autorização para que ele efetivasse a venda de suas ervas.
Índio” viajava por diversas cidades do Paraná, como também pelos estados de Mato Grosso, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e países como Argentina Uruguai e Paraguai. O acusado sempre andava pelo arredores das igrejas lesando os fies com seu “tratamento milagroso”.
A partir de denúncias da atuação de ““Indio”, ” no bairro de Santa Felicidade, em Curitiba, o suspeito foi preso. Na delegacia foi constatado que ““Índio”” possuía três registros de identidade, dois com nome falso sendo Evaldo Terebe, Evaldo Mota e o seu nome verdadeiro Evaldo da Motta, este, com registro criminal.
Na posse de “”Índio””, foram encontrados diversos pacotes com pedaços de lascas de madeira que o acusado dizia ser remédios que curavam diversos males. “”Índio”” será autuado por falsa identidade e curandeirismo.


OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário