Radio Najua

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Mortalidade Infantil da 5ª Regional é a maior do Paraná



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Harald Essert (Diário de Guarapuava) Imagem: Diário de Guarapuava


A mortalidade infantil e fetal caiu sensivelmente em Guarapuava e região entre 2002 e 2012, segundo os dados da Sesa (Secretaria Estadual de Saúde). Se há dez anos quase 26 bebês morriam entre cada mil nascidos vivos, hoje esse índice caiu para menos de 17 – diferença de 35%.
No município de Guarapuava, a taxa de mortalidade caiu 33% no mesmo período, de quase 29 para menos de 20. No entanto, tanto a média da 5ª Regional de Saúde quanto a do município ainda são bastante superiores à do restante do Estado. O índice de mortalidade infantil e fetal do Paraná em 2012 foi de 11,6 em cada mil nascidos vivos.
Em comparação com as demais regionais de saúde do Estado (são ao todo 22), a mortalidade infantil e fetal nas imediações de Guarapuava é consideravelmente maior. Enquanto na 5ª Regional a mortalidade é de 16,5 a cada mil nascidos vivos, a regional de Cornélio Procópio (a que possui o segundo índice mais elevado) apresenta taxa de 14,6. A grande maioria das regionais (15 delas) apresenta médias abaixo de 12 óbitos por milhar, e três (Cascavel, no Oeste, União da Vitória no Sul, e Cianorte, no Noroeste) ficam abaixo de 9 – o que conota que não se trata de uma disparidade com fundamento na proximidade com grandes centros ou da região metropolitana.
Natalidade e mortalidade
Se analisados separadamente, os números de óbitos infantis e fetais parecem refletir uma redução bem maior do que indicam os índices. Em outras palavras, a mortandade absoluta de crianças caiu em proporção maior do que a taxa de mortalidade.
Em 2002, morreram 90 bebês e fetos em Guarapuava, e 228 na área da 5ª Regional de Saúde. Dez anos depois, a mortandade caiu para 53 em Guarapuava (diferença de 41%) e para 112 nos 22 municípios da região (menos 51%).
Contudo, os índices não caíram na mesma medida porque também o número de nascimentos caiu ao longo da década. Em 2002, nasceram 3.125 pessoas em Guarapuava e 8.942 nas cidades pertencentes à regional. Já em 2012, a natalidade foi de 2.735 no município-sede, e 6.784 na região – diferença de 12,48% em Guarapuava, e 24,13% nos municípios do entorno.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário