quarta-feira, 27 de novembro de 2019

FATO OU FAKE? Foto mostra Dias Toffoli usando boné do PT e camiseta do Suplicy! Será verdade?


By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: E-FARSAS Imagem: Divulgação

Desde o início de novembro de 2019, vem circulando nas redes sociais uma antiga foto onde supostamente aparece o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, vestindo um boné do Partido dos Trabalhadores (PT) e uma camiseta referente a Eduardo Suplicy, um dos fundadores do partido. A princípio, a foto mostraria Dias Toffoli em algum momento da sua juventude.
A foto começou a ser disseminada logo após a promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho, do Ministério Público do Rio de Janeiro, pedir afastamento do caso Marielle Franco. Ela pediu para sair após repercussão de publicações de apoio à campanha do então candidato à presidente, Jair Bolsonaro, em 2018. Em carta, Carmen citou “reflexos negativos no ambiente familiar e de trabalho”.
Continua depois da publicidade
O principal questionamento de alguns usuários girou em torno de posicionamentos políticos. Se Dias Toffoli, desde jovem, teve envolvimento com o PT (uma maior identificação com a “esquerda”, por assim dizer), e atualmente ocupa a presidência do STF, porque a promotora teria que ser questionada por seu apoio político? Lembrando que esse não é o nosso questionamento, mas de alguns usuários nas redes sociais.
Entretanto, será mesmo que o cidadão que aparece na foto é o Dias Toffoli? Será que se trata de uma montagem? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!
Verdadeiro ou Falso?
A foto é verdadeira! Não se trata de montagem! A assessoria de comunicação do STF confirmou ao “UOL” que realmente é Dias Toffoli na imagem! A foto teria sido tirada entre o final da década de 1980 e o início da década de 1990. Portanto, quem apostou numa eventual montagem, muitas vezes por mera convicção política, errou.
Segundo o “UOL”, neste período Eduardo Suplicy foi candidato à Prefeitura de São Paulo (1985 e 1992), ao governo do estado (1986), e à Câmara Municipal (1988), quando venceu como vereador mais votado da cidade. Ele foi candidato ao Senado Federal (1990), quando também foi eleito.
Considerando o logo utilizado na camiseta de Toffoli, estima-se que seja da campanha de 1992 à Prefeitura de São Paulo, quando Suplicy usava o slogan “Mais que prefeito”. O petista acabou em segundo lugar, com 30% dos votos, derrotado por Paulo Maluf (então PDS) no primeiro turno.
Continua depois da publicidade
Dias Toffoli Nunca Escondeu Suas Ligações com o Partido dos Trabalhadores
Ainda segundo o “UOL”, embora não tenha trabalhado diretamente com Eduardo Suplicy, Toffoli participou da administração de sua ex-esposa, Marta Suplicy. Ele foi chefe de gabinete da Secretaria de Implementação das Subprefeituras de São Paulo, em 2001, quando a então petista era prefeita. Além disso, também foi assessor parlamentar do então deputado estadual Arlindo Chinaglia (PT), em 1994, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e assessor jurídico da liderança do partido na Câmara dos Deputados, em Brasília, de 1995 a 2000.
Em 2007, Toffoli foi indicado pelo então presidente, Luis Inácio Lula da Silva, para o cargo de advogado-geral da União, permanecendo até 2009, quando foi indicado, também por Lula, ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal. Antes disso, Toffoli tinha sido advogado do PT nas campanhas de 1998, 2002 e 2006.
Ao assumir a presidência do TSE, em 2014, ele declarou que, ter sido advogado do partido, não lhe causava nenhum constrangimento para comandar uma eleição presidencial. Em setembro de 2018, ele foi empossado como presidente do Supremo Tribunal Federal.
Conclusão
A foto é verdadeira! A assessoria de comunicação do STF confirmou ao “UOL” que realmente é Dias Toffoli na imagem! Segundo a assessoria, a foto foi tirada entre o final da década de 1980 e o início da década de 1990.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário