quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Conselho da PM pede expulsão de 15 policiais rodoviários estaduais acusados de cobrar propina na região de Pato Branco


By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1/PR Imagem: Divulgação

O Conselho de Disciplina da Polícia Militar (PM) votou pela expulsão de 15 policiais rodoviários estaduais da corporação, nesta terça-feira (26), por serem acusados de cobrar propina na região de Pato Branco, no sudoeste do Paraná.
Apenas um policial investigado não recebeu votos para a expulsão, pois a PM entendeu que as provas não eram claras.
O resultado da votação será encaminhado para o comandante geral da PM. Ele tomará a decisão final que, conforme a polícia, ainda não tem prazo definido. 
Continua depois da publicidade
Caso os policiais forem expulsos pelo comando da corporação, eles ainda têm a possibilidade de recorrer ao governador do estado. Os acusados estão respondendo ao processo em liberdade. 
O conselho de disciplina é formada por três policiais. Segundo a PM, eles analisaram toda a documentação e provas levantadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) antes da votação.
Entre as provas, segundo a polícia, foram apresentados testemunhos, áudios e vídeos sobre a prática corrupta. As imagens, segundo o MP, foram captadas dentro do veículo da Polícia Rodoviária Estadual (PRE).
O julgamento é administrativo, portanto, o conselho não analisa os crimes. A investigação interna serve para apontar as ações que vão contra a honra e o decoro da corporação, segundo a PM.
As suspeitas de corrupção começaram após investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Francisco Beltrão, em 2018. 
OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário