quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Estudo revela que humanos gostam mais de cachorros do que de gente



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: BOL Imagem: Divulgação



Um estudo realizado pela Northeastern Universtity, em Boston, nos EUA, revelou que humanos gostam mais de cachorros do que de pessoas. As informações são do Hypeness.
Segundo o site, a pesquisa envolveu 240 homens e mulheres entre 18 e 25 anos. Eles foram convidados a ler quatro notícias falsas que contavam uma mesma história, porém protagonizadas por diferentes personagens: um adulto na faixa dos 30, um bebê de um ano, um cãozinho recém-nascido e um cachorro mais velho, de seis anos de idade.
Nas notícias, mostradas separadamente aos participantes do estudo, os personagens foram vítimas de violência, feridos gravemente com um bastão de beisebol por uma pessoa que permanecia sem ser identificada.
De acordo com os pesquisadores, os entrevistados se mostraram significativamente menos angustiados quando adultos humanos foram vítimas, em comparação a bebês humanos e cachorros.
Os pesquisadores descobriram que a vulnerabilidade das vítimas era um fator importante no consenso dos entrevistados. Para eles, a violência é menos justificável quando a vítima é um ser indefeso, como um bebê humano ou cachorro.
Para os estudiosos, as pessoas não veem cachorros como animais, mas sim como bebês com pelos, como membros da família.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário