domingo, 22 de dezembro de 2013

Brasil derrota a Sérvia e conquista o Mundial feminino de handebol pela 1ª vez



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Folha de S. Paulo Imagem: EFE


A seleção brasileira derrotou a anfitriã Sérvia neste domingo por 22 a 20, em Belgrado, e conquistou o título do Mundial feminino de handebol pela primeira vez na história.
O feito veio de maneira invicta. O Brasil ganhou os nove jogos que disputou na competição, incluindo dois triunfos contra a dona da casa –além da decisão, venceu também na fase de grupos.
O Brasil teve eleita a melhor jogadora, Duda Amorim, e também a goleira, Babi.
O handebol se juntou agora a outros esportes coletivos olímpicos conquistaram o título mundial, como futebol, basquete e vôlei.
O melhor resultado em Mundial do handebol brasileiro era o quinto lugar em 2011, também das mulheres, em torneio que foi disputado em São Paulo. Na ocasião, venceu os seis primeiros jogos, mas parou nas quartas de final perante a Espanha: 27 a 26.
Até hoje, o Brasil era dominante em competições continentais, como prova o tetracampeonato consecutivo nos Jogos Pan-Americanos -venceu em 1999, 2003, 2007 e 2011. Mas jamais havia obtido um pódio de relevo internacional no naipe feminino.
OS DEZ ÚLTIMOS MUNDIAIS
Ano Campeão Vice terceiro
2013 Brasil Sérvia Dinamarca
2011 Noruega França Espanha
2009 Rússia França Noruega
2007 Rússia Noruega Alemanha
2005 Rússia Romênia Hungria
2003 França Hungria Coreia do Sul
2001 Rússia Noruega Iugoslávia
1999 Noruega França Áustria
1997 Dinamarca Noruega Alemanha
1995 Coreia do Sul Hungria Dinamarca
O JOGO
Neste domingo, o Brasil jogava com a torcida contra. Os sérvios lotaram o ginásio. Apesar da pressão, as jogadoras comandadas pelo técnico dinamarquês Morten Soubak desde 2009 não se intimidaram.
No primeiro tempo, Alexandra foi perfeita nos sete metros, com três gols — cinco no total. Faltou Duda aparecer mais, já que anotou apenas um gol.
Do outro lado, Cvijic era a grande ameaça. A jogadora infernizou a defesa adversária ao anotar cinco gols. Mesmo assim, o Brasil saiu de quadra no primeiro tempo com uma vantagem de dois gols (13 a 11).
Depois do intervalo, Duda começou a aparecer. Marcou dois gols consecutivos e o Brasil chegou a abrir cinco de vantagem, mas permitiu a reação rápida da Sérvia, que respondeu com quatro gols consecutivos.
O técnico dinamarquês Morten Soubak reclamou de falta de concentração, deu uma bronca geral, mas a seleção permitiu o empate.
Na sequência, a seleção se acalmou, abriu dois gols de vantagem e passou a administrar nos últimos 90 segundos do jogo que dura uma hora.
Duda Amorim foi eleita a melhor jogadora do campeonato. A organização do torneio divulgou a escolha durante a final. Outra brasileira que ganhou um prêmio foi a goleira Babi, eleita a melhor em sua posição.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário