segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Senadores fazem pressão pra votarem a PEC 300. O aumento dos policiais


Em seu texto original, a PEC 300 igualava os salários dos militares da segurança pública em todo o país. Mas durante sua discussão na Câmara dos Deputados a matéria passou a ser analisada juntamente com outra proposta de emenda constitucional, e o texto acabou sendo modificado, para incluir, na constituição, um piso salarial para policiais e bombeiros militares. Durante discurso em plenário, o líder do PMDB, senador Renan Calheiros, de Alagoas, lembrou do sucesso da polícia do Rio de Janeiro na operação de retomada do complexo do alemão, e recordou que a PEC 300 já foi aprovada em dois turnos pelo Senado e em primeiro turno pela Câmara. Renan apelou para que os deputados votem logo a matéria também em segundo turno. (RENAN CALHEIROS) é preciso resgatar uma dívida com esses homens públicos que corajosamente expõem suas vidas e que muitas vezes têm remunerações aviltantes. A câmara já aprovou essa PEC em primeiro turno e precisa nesta hora concluir essa votação para que dessa forma nós façamos valer a condição desses verdadeiros heróis anônimos que mostraram para o país suas faces nesse episódio do RJ. (CELSO): O líder do Democratas, senador José Agripino, do Rio Grande do Norte, lembrou que o Senado aprovou a criação do Fundo Nacional de Segurança, com o objetivo de suprir os estados que não tenham condições de pagar o piso dos militares. Agripino também reforçou o pedido para que os deputados votem logo a PEC 300. (JOSE AGRIPINO) o policial militar bem remunerado, bem adestrado, estimulado, faz o que a PM do rio fez. Foram eles que arriscando a vida tomaram iniciativas, montaram uma estratégia, os técnicos, estratégia de guerra, até o hasteamento da bandeira da bandeira do Brasil e do RJ lá no alto do complexo do alemão.
Fonte: Radio Senado
Programa Cidade Noticias (12:00 as 13:00 Hrs) – Radio Cidade – www.cidade104fm.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário