terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O CLUBE GRÊMIO DE MARINGÁ ESTÁ A VENDA

O empresário Aurélio Almeida colocou o Grêmio Maringá à venda. O anúncio foi feito no último sábado (17) pelo site do clube, menos de um mês depois do folclórico dirigente ter anunciado a sua saída do time. A princípio, a informação era de que o comando da equipe ficaria nas mãos do empresário Mauro Célio Dias e do vereador João Alves Correia, o “John” - que este ano já haviam trabalhado na administração do clube, o que acabou não ocorrendo. “Até o dia de hoje [último sábado] John Alves e Mauro tiveram a preferência de ficar com a grande marca Grêmio Maringá, porém, não houve acordo entre as partes e a negociação não teve o desfecho esperado. Diante disso, o presidente Aurélio Almeida, abre as portas para novas negociações com diferentes grupos”, informou nota. Almeida não revela qual é o preço pelo qual está vendendo o time maringaense, mas pretende definir o futuro até o próximo final de semana. “O presidente ainda deixa claro que o clube poderá pertencer a empresários ou torcedores que tiverem interesse na negociação”. Caso não tenha nenhum acordo com algum grupo interessado, Almeida disse que não vai abandonar o “galo”.
Almeida está no comando do time há 10 anos
Conhecido por montar projetos pitorescos e times inexpressivos em diferentes regiões do estado (como Império Toledo, Império do Futebol e Real Brasil) Almeida está no comando do Grêmio Maringá há cerca de dez anos. Quando adquiriu o time, o “galo” competia na 1ª divisão do Campeonato Paranaense e na Série C do Campeonato Brasileiro.No entanto, a equipe com passado de glórias - três títulos paranaenses (1963, 1964 e 1973) e vice-campeão em outras quatro ocasiões - está afundada na terceira divisão estadual e sem participação em torneios nacionais. No início deste mês, quando anunciou que entregaria o clube, o dirigente disse que todo o possível foi feito e que inclusive passou a morar em Maringá no ano passado “O investimento foi grande durante todo este tempo e foram poucas as pessoas que o apoiaram”, informou. Durante esse período, Almeida fez uma série de anúncios nunca concretizados, como a compra do estádio Pinheirão, em Curitiba e do ex-J. Malucelli, atual Corinthians Paranaense. Disse também que levaria o Boca Juniors à Cidade Canção para um amistoso e que contrataria o pentacampeão mundial Edílson para reforçar o ataque alvinegro.
Não passou de boato, aumentando o folclore em torno do personagem, que, em 2002, passou um período detido na Colônia Penal Agrícola, em Piraquara, cumprindo pena por usurpação de função pública.
Depois de anos sem disputar qualquer torneio, o Grêmio ressurgiu em 2009, quando Almeida apresentou o tetracampeão mundial Muller como treinador. Quatro meses depois, o ex-jogador - que recebia um salário de R$ 20 mil por mês - foi demitido do cargo acusado de participar de um boicote que impediu a realização de um amistoso internacional contra o Club Indios, no México, que foi cancelado.Almeida chegou a assumir como técnico do time na temporada do ano passado, sem surtir efeito. Este ano, o Grêmio chegou a última rodada da segunda fase da “terceirona” dependendo apenas dos próprios esforços para alcançar a segunda divisão, mas acabou perdendo para o Grecal, de Campo Largo.
By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Marcus Ayres (Gazeta Maringá) Foto: Ivan Amorim (Gazeta Maringá)

Nenhum comentário:

Postar um comentário