segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

SENADO ABRE CONCURSO

O grande número de aposentadorias ocorridas no quadro de servidores efetivos do Senado Federal desde o último concurso, realizado em 2008, foi determinante para a realização de um novo certame. Foram mais de 650 aposentados e aposentadas em diversas áreas e ainda devem ser mais, como observa o presidente da casa, José Sarney do PMDB do Amapá. De acordo com as nossas previsões teremos mais 450 até 2015. Isso significa que nós não vamos ter o pessoal necessário ao grande volume de serviços que cada vez mais nós temos. Principalmente nesse momento em que nós estamos ampliando cada vez mais a interatividade do povo brasileiro com o poder legislativo. E vai ser uma oportunidade muito boa para os jovens que desejam entrar no mercado de serviço e ao mesmo tempo aqueles que já estão trabalhando mas que desejam melhorar. A Diretoria-geral do Senado optou pela contratação da Fundação Getúlio Vargas por duas razões, como explica o presidente da Comissão Organizadora do concurso, Davi Anjos Paiva. Em primeiro lugar porque a FGV já fez o último concurso do Senado, ou seja, ela já conhece bem a realidade da instituição. E, em segundo lugar, porque pelo modelo de contratação que foi definido a FGV não vai cobrar uma taxa fixa do Senado Federal. Ela vai simplesmente arrecadar o valor das taxas de inscrição dos candidatos, ou seja, o Senado transferiu até mesmo o risco da organização do certame para a Fundação Getúlio Vargas. O concurso público terá validade de um ano, contado a partir da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por mais um ano e a reserva de vagas para pessoas com deficiência foi garantida na forma da lei, bem como a isenção de inscrição para as pessoas que comprovem que não podem pagar. O concurso será organizado em mais de uma etapa. As provas da primeira etapa serão realizadas no dia 11 de março de 2012, nas capitais de todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, para garantir amplo acesso dos interessados e uma seleção abrangente. As provas para os cargos de Consultor Legislativo e de Técnico Legislativo ocorrerão em turno diferente das avaliações para os cargos de Analista Legislativo, permitindo aos candidatos a possibilidade de concorrer a mais de um cargo. A lista completa das áreas com cargos em disputa e o número de vagas estará disponível no Diário Oficial da União desta sexta-feira, juntamente com as demais disposições do edital. Clique aqui e confira   http://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/senado11/

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Rogerio del la Fuente (Radio Senado) – Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário