sexta-feira, 21 de outubro de 2011

DIA-A-DIA DO BRASIL NO PAN


Cielo quebra recorde pan-americano e fatura terceiro ouro em Guadalajara

A maior barbada dos Jogos Pan-Americanos se confirmou. Nesta quinta-feira (20), o brasileiro Cesar Cielo faturou o ouro nos 50 m livre e quebrou o recorde pan-americano da prova, com o tempo de 21s58. A festa brasileira foi ainda maior, porque Bruno Fratus também nadou rápido e ficou com a medalha de prata da prova, com o tempo de 22s05. O bronze foi para o cubano Hanser Garcia, que cravou 22s15. Para se ter ideia da diferença de Cielo para o restante do mundo na prova, no Mundial de Xangai ele venceu a distância com 21s52, enquanto o italiano Luca Dotto, medalhista de prata, fez 21s90. A diferença de 38 centésimos foi maior do que a do campeão para o vice nos 100 m livre e a mais significativa da história da prova em Mundiais. - Estou satisfeito, sim. Para ser sincero, eu esperava nadar um pouquinho mais rápido, mas aqui está difícil com a altitude. Tive de dar uma respirada e isso atrapalhou o tempo. Agora é concentrar para o 4x100 m medley amanhã

Brasil perde do México no squash, mas repete resultado do Rio 2007 e é bronze

A equipe masculina de squash foi derrotada nesta quinta-feira (20) pelo México por 2 a 1 na semifinal e ficou fora da decisão da modalidade do Pan-Americano de Guadalajara. O trio brasileiro, formado por Rafael Fernandes, Vinícius Rodrigues e Vinícius de Lima, no entanto, faturou a medalha de bronze. O resultado é o mesmo que o time brasileiro masculino conseguiu nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro (2007), quando Luciano Barbosa, Rafael Alarcon, Ronivaldo Conceição ficaram na terceira colocação. Na primeira partida, Rafael Fernandes superou Arturo Salazar por 3 sets a 0, com parciais de 11-6, 11-7 e 11-8. Depois, Vinícius Rodrigues perdeu para Cesar Salazar por 3 sets a 0 (parciais de 11-4, 11-8 e 11-6). Na decisão, Eric Galvez bateu Vinícius de Lima por 3 sets a 0 (11-6, 11-5 e 11-5). A Rede Record transmite os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara com exclusividade para a televisão aberta, ao lado da Record News. O R7 terá transmissões ao vivo das competições e uma cobertura completa dos eventos.

Brasileiras exaltam bronze, mas técnica reclama de tradicionalismo dos juízes

A meta era a prata, mas não deu. Nesta quinta-feira (20), Lara Teixeira e Nayara Figueira ficaram com a terceira colocação na prova de duetos do nado sincronizado nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Com um total de 177.413 pontos, as brasileiras terminaram atrás do favorito Canadá (179.463) e dos Estados Unidos (179.463). Após a prova, a técnica Andrea Curi reclamou da decisão dos juízes. Na opinião dela, o Brasil ainda é prejudicado em suas notas por não ter tanta tradição na modalidade: Sem sombra de dúvida, dentro da água a gente foi melhor. A técnica dos Estados Unidos veio falar comigo muito constrangida. Poderíamos ter sido os segundos colocados fácil, mas o nado sincronizado é assim: a gente precisa ter muita paciência e mostrar em várias competições seguidas que estamos muito melhores que o outro país para os juízes quebrarem uma tradição de mil anos. Os Estados Unidos foram campeões olímpicos “n” vezes até 1996 e sempre ficaram com a prata no Pan. Como o nado é um pouco subjetivo, é difícil você quebrar uma tradição. 

Rogério Dutra vence colombiano e se classifica para a semifinal

O tenista brasileiro Rogério Dutra, o Rogerinho, é a única esperança do Brasil no torneio simples de tênis em Guadalajara. Na tarde desta quinta-feira (20), o brasileiro venceu por 2 sets a 0 o colombiano Juan Sebastian Cabal e se classificou para as semifinais dos Jogos Pan-Americanos. Cabeça de chave número 4 do torneio e 116º no ranking da ATP, Rogerinho precisou de 1h46min para fazer 7-6 e 6-3 em Cabal, número 210 do mundo. Com a derrota de Mello para o dominicano Victor Estrella, Rogerinho se tornou a esperança brasileira para manter a hegemonia na competição. Nos dois últimos Pan-Americanos, o Brasil subiu no lugar mais alto do pódio. Em Santo Domingo 2003, o ouro ficou com Fernando Meligeni e, no Rio de Janeiro 2007, o título foi conquistado por Flávio Saretta.

Brasil vence Costa Rica e se classifica para as semifinais do futebol feminino
A seleção brasileira feminina teve de suar, mas bateu a Costa Rica por 2 a 1 na segunda partida do grupo B do futebol feminino. Os gols do Brasil foram marcados apenas no segundo tempo com Débora e Thaisinha. A Costa Rica diminuiu no fim do jogo com Shirley Cruz. Na última rodada, Brasil e Canadá se enfrentam na disputa da primeira posição do Grupo B. Argentina e Costa Rica jogam para cumprir tabela. A Rede Record transmitirá os Jogos Olímpicos de Londres 2012 com exclusividade na TV aberta brasileira, e também pela internet. A emissora também detém os direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011 e Toronto 2015, e da Olimpíada do Rio de Janeiro 2016.

Texto: R 7 – Foto: R 7
Programa Intervalo no Esporte (18:00 as 13:00 hrs) – Radio Cidade FM (87,9) – http://www.radiocidade87fm.com.br/link.html





Nenhum comentário:

Postar um comentário