segunda-feira, 22 de julho de 2013

Paraná inclui 43 municípios no programa Viver Sem Limites



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Portal Brasil Imagem: Divulgação


O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Viver Sem Limite chega a 43 municípios do Oeste do Paraná. Com a adesão, os municípios passam a receber recursos do programa, que prevê um
investimento total de R$ 7,6 bilhões até o final de 2014, em quatro eixos de atuação: Acesso à Educação, Atenção à Saúde, Inclusão Social e Acessibilidade.
O Paraná já recebeu cerca de R$ 3 milhões, que foram destinados para a aquisição de 26 veículos de transporte escolar acessível, em 23 municípios, dentro do eixo Acesso à Educação. No eixo Acessibilidade, centenas de pessoas com deficiência no estado já contrataram outros R$ 5 milhões em financiamento da linha BB Acessibilidade, que é destinada ao financiamento com juros reduzidos de cadeira de rodas e outros instrumentos auxiliares de locomoção.
Dentro do eixo Inclusão Social, a capital Curitiba deve receber um Centro-Dia de Referência até o final deste ano. O Centro é destinado ao atendimento de pessoas com deficiência intelectual, entre outras deficiências relacionadas. Também esta prevista a construção de uma unidade do Sistema Único de Assistência Social (SUAS/MDS) referenciada ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), além de 10 Residências Inclusivas, sendo seis na capital, duas em Cascavel, uma em Ponta Grossa e uma em Foz do Iguaçu.
Por meio de ações estratégicas em educação, saúde, inclusão social e acessibilidade, o Plano tem como objetivo promover a cidadania e fortalecimento da participação da pessoa com deficiência na sociedade, promovendo sua autonomia, eliminando barreiras e permitindo o acesso e o usufruto, em bases iguais, aos bens e serviços disponíveis à população.
Lançado em 2011, as ações previstas são executadas em conjunto por 15 órgãos do governo federal, sob a coordenação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH).
Inclusão
Estima-se que 14,5% dos brasileiros tenham alguma deficiência física ou mental. Para que consigam viver com autonomia, como o restante da população, é preciso derrubar um conjunto de barreiras.
As novas políticas de inclusão vêm para promover mudanças integradas. Estão na pauta ações de prevenção e eliminação de toda forma de discriminação, exploração, violência e abuso contra a pessoa com deficiência, além de incentivos ao respeito pela autonomia e a equiparação de oportunidades.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário