domingo, 22 de janeiro de 2017

Prefeito entrega chaves da cidade nas mãos de Deus no PR



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: JORNAL DE BELTRÃO Imagem: Divulgação


Está repercutindo na imprensa nacional a iniciativa de prefeitos brasileiros que determinaram em decreto a entrega da chave da cidade a Deus. Em seu primeiro ato como administrador público, o policial militar Jaimir Gomes (PHS), na manhã do dia 1º de janeiro, assinou um documento. "Eu, Jaimir Darci Gomes da Rosa, prefeito de Marmeleiro, designado por Deus, eleito pelo voto popular para gestão 2017/2020, decreto a entrega da chave deste município de Marmeleiro a Deus. Declaro que esta cidade pertence a Deus e que todos os setores da Prefeitura Municipal estarão sobre a cobertura do altíssimo", diz parte do documento.
A mesma medida foi adotada pelo prefeito de Guanambi (BA), cidade com 86 mil habitantes, onde o prefeito Jairo Magalhães (PSB) determinou em decreto a entrega da chave da cidade a Deus. A notícia se espalhou pelo País. O decreto tem praticamente o mesmo texto, contudo, a diferença é que na Bahia o documento foi publicado em Diário Oficial, o que gerou críticas nas redes sociais, pois o Estado é laico e não pode professar uma fé em ato legal. Mais tarde ele publicou uma nota se justificando. O Ministério Público chegou a entrar com uma representação contra o administrador público.
Em Marmeleiro, o prefeito Jaimir fez questão de deixar claro que se trata de um ato simbólico, para expressar sua fé, já que sempre foi muito ligado à Igreja Católica. Jaimir não pretende publicar em Diário Oficial o documento, pois diz que respeita o Estado laico, porém, mencionou em sua posse que era algo que precisava fazer para contentar seu coração. O texto diz também: "Declaro ainda que todos os principados, potestades, governadores deste mundo tenebroso e as forças espirituais do mal nesta cidade estarão sujeitas ao senhor Jesus Cristo de Nazaré. Cancelo, em nome de Jesus, todos os pactos realizados com qualquer outro deus ou entidade espiritual. E a minha palavra é irrevogável".
Nem Jaimir, nem Magalhães foram os primeiros a fazer tal reverência. Em dezembro, a então prefeita de Sapezal (MT), Ilma Grisoste Barbosa (PSD), assinou um decreto praticamente idêntico, dando as chaves da cidade a Deus - inclusive com o desfecho "E a minha palavra é irrevogável!". A Prefeitura de Alto Paraíso (RO) repetiu o gesto no último dia 1º, com a nova prefeita Helma Amorim (PTB). *Com informações da Folha de São Paulo.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário