quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

FAMILIA VITIMA DO ACIDENTE DO CARLI EM CURITIBA ESTARIAM RECEBENDO AMEAÇAS DE MORTE

Duas postagens feitas por Gilmar Yared no Facebook denunciam ameaças de morte que estão sendo feitas à sua esposa Christiane e que teriam origem em Guarapuava. Numa das postagens Yared diz que “a Christiane neste dia 23 de fevereiro data de seu aniversário está hospitalizada. Há alguns dias estamos tentando identificar quais os motivos das fortes dores que vem sentindo. Neste momento está sendo submetida a uma tomografia no Hospital Santa Cruz. Fomos orientados a uma semana, a não comentar sobre uma ameaça de morte que veio de Guarapuava e que está sendo investigada pelo Gaeco,”. Em outra postagem assim está escrito: “ Nesta última ameaça de morte à Christiane, nos informaram que o provável assassino já teria a fotografia dela. Fomos orientados a não comentar, mas também não foi nos dado segurança alguma. Não vou esperar que algo aconteça para protestar.” Em contato telefônico com a RSN na tarde desta quinta-feira, dia 23, Gilmar Yared detalhou as denúncias. “Uma liderança comunitária ou alguém de comunidade ligoupara o escritório do nosso advogado em Curitiba dizendo que ouviu uma conversa onde uma das pessoas falava que já existia alguém contratado para matar a Chris e outra pessoa,” disse Gilmar Yared à RSN. De acordo com o empresário, o advogado Elias Mattar Assad pediu que a pessoa ligasse em outra hora para falar diretamente com Christiane. “Na hora combianada eu e a Chris fomos ao escritório quando a pessoa ligou e repetiu tudo o que disse ter ouvido. Falou até os valores acertados e que o contratado teria uma foto da Chris. Essa conversa foi gravada e o CD entregue ao Ministério Público,” afirmou. A denúncia foi feita há aproximadamente uma semana. “Até que ponto isso é verdade? O que está por trás de tudo isso?” questiona. Segundo Yared, a sua esposa encontra-se internada por estar sofrendo dores fortes, as quais os médicos não conseguem diagnosticar a causa. “A Chris foi hospitalizada no dia do seu aniversário pelas fortes pressões que vem sofrendo. Ela corre risco de morte e será que vou esperar que algo aconteça para protestar?” repetiu. Gilmar Yared reclama que embora tenham procurado o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em Curitiba não recebeu nenhuma segurança. Quando saímos de casa temos que olhar para todos os lados. A Chris fica nos cruzamentos distribuindo panfletos que conscientizam sobre os abusos no trânsito. É um trabalho muito bonito. Mas a vida da Chris está em jogo. Foi por isso que decidi postar os comentários,” desabafou.

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Rede Sul de Noticias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário