quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Prefeitura fecha o CT do Flamengo após incêndio que matou 10 no Rio


By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1 Imagem: Divulgação


A Prefeitura do Rio fechou o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na Zona Oeste, nesta quarta-feira (27). No dia 8 de fevereiro um incêndio causou a morte de dez atletas das categorias de base do futebol do clube.
A Guarda Municipal cercou o local para evitar que ele seja reaberto, como aconteceu em outubro de 2017, quando da primeira determinação de interdição da área. 
Segundo o Blog do Edimilson Ávila, o prefeito Marcelo Crivella decidiu pela interdição de fato depois que o Ministério Público solicitou o fechamento do espaço à Justiça - além do bloqueio de R$ 57 milhões. 
Continua depois da publicidade
"Hoje foi interditado completamente. Há uma decisão, e a prefeitura cumpriu. Nós esperamos que tanto as exigências para o alvará como também para habite-se sejam cumpridas, e que ele retorne logo ao funcionamento", disse o prefeito.
Ordens ignoradas
Os fiscais da prefeitura chegaram ao CT junto com a Guarda Municipal. No dia 15, a prefeitura já havia determinado que o Flamengo fechasse todo o Ninho do Urubu, cumprindo uma ordem expedida há dois anos. O clube não acatou a ordem nem em 2017, nem na semana retrasada, apesar do incêndio.
O edital de interdição que agora lacra o CT tem o mesmo texto do de 2017. Nele, está escrito que o Flamengo não possui "o competente alvará de licença". O texto informa que será cobrada multa de R$ 802,46 por dia caso o clube reabra o espaço e reitera que a reincidência levará a prefeitura a enviar notícia-crime ao Ministério Público, por desobediência. 
Continua depois da publicidade
O que diz a prefeitura
Em nota, a Prefeitura do Rio explicou que somente operários de uma obra no CT podem permanecer no local. O município afirma que o Ninho do Urubu não tinha alvará de licença para estabelecimento nem Habite-se.
No dia 15, o Flamengo apresentou à Secretaria de Urbanismo um novo projeto para análise, solicitando nova licença para modificação de projeto aprovado. O clube também se comprometeu em demolir todas as construções irregulares. A nova licença de obras foi expedida pela SMU no último dia 19 e tem validade de 12 meses. 

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário