terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Pedágio no trecho de Guarapuava até Campo Mourão poderá ser já em 2020. Tem mais rodovias estaduais


By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: PARANA PORTAL Imagem: Divulgação


3,5 mil quilômetros de rodovias do Paraná devem estar dentro do pacote de concessões que o governo federal deve licitar em 2020. Destes, 2,5 mil km pertencem aos seis lotes do Anel da Integração, sendo que 2,2 mil km foram trechos entregues pela União ao Estado em 1997 durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Já os contornos de Cascavel, Londrina e Ponta Grossa e outros mil km de rodovias estaduais também estão no negócio.
Já existe um acordo entre o governador Ratinho Júnior (PSD) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, após dois encontros entre as partes. O trato inclui a PR-091, PR-323, PR-280 e a ligação entre Campo Mourão e Guarapuava.
Continua depois da publicidade
Na visão do governo estadual, agregar esses trechos estaduais no pacote da União agiliza o processo de adequação das rodovias às necessidades de escoamento da produção e garante mais segurança à população.
Já a União concordou que as tarifas de pedágio sejam reduzidas em 50%, além da execução de duplicação e implantação de contornos rodoviários, principalmente nas maiores cidades paranaenses. Além disso, o governo federal ainda analisa a possibilidade de mudança na configuração dos atuais lotes do Anel da Integração. Hoje, os trechos cedidos pelo governo federal na década de 90 são controlados pelas empresas CCR, EcoRodovias e Triunfo até 2021, quando os contratos expiram.
Na primeira metade do mês de março, o conselho de ministros do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) deve sinalizar o início dos estudos técnicos para as novas licitações.
INVESTIGAÇÃO
O ex-governador do Paraná, Beto Richa, responde, em liberdade, a acusação feita pelo Ministério Público Federal. Ele virou réu na Operação Integração – braço da Operação Lava Jato, que investiga o pagamento de propina de aproximadamente R$ 35 milhões até 2015 por meio do aumento nos valores do pedágio.


OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário