quinta-feira, 24 de maio de 2018

Em audiência, ex-marido de Andriely fica calado: “Não sei onde ela está”







By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: BANDA B Imagem: Divulgação

Principal suspeito do desaparecimento da universitária Andriely Gonçalves da Silva, de 22 anos, o soldado Diogo Coelho Costa, da Polícia Militar (PM), passou por uma audiência de custódia nesta terça-feira (22). O ex-marido da jovem permaneceu calado por 15 minutos e a única frase que disse foi “não sei onde está essa moça”. A sessão aconteceu no Fórum de Colombo, na região metropolitana de Curitiba.
Andriely sumiu no dia 9 de maio e, desde então, a família não tem nenhuma notícia sobre o paradeiro dela. Diogo foi preso no sábado (19), depois que indícios apontaram que ele pode estar envolvido no caso. Imagens de câmeras de segurança, por exemplo, mostramo momento em que o policial sai de casa com a jovem na madrugada do dia em que ela desapareceu. Essa foi a última vez em que ela foi vista.
Continua depois da publicidade
Além disso, a polícia encontrou sangue no veículo do soldado, com a ajuda do luminol, substância química que torna visível manchas que não podem ser vistas a olho nu. Os investigadores aguardam o resultado do laboratório para confrontar o DNA e descobrir se o sangue é ou não de Andriely.
Enquanto isso, a mãe da universitária, Cleusa Tavares, continua com o coração apertado, sem saber o paradeiro da filha. “A cada dia eu fico mais angustiada, sem notícia, sem respostas… Hoje eu me encontrei abatida, levantei agora pouco. Não estou nada boa”, contou ela em entrevista à Banda B.
Cleusa disse que se decepcionou com a audiência de custódia de Diogo, já que ela tinha esperança de que o genro daria alguma informação. “A única coisa que ele falou é que não sabe onde ela está. Eu me pergunto: será que não sabe mesmo? Porque foi ele quem saiu com ela naquele dia… E é muito triste, porque conhecendo como eu o conheci, sempre na minha casa, ele nunca me mostrou que fosse capaz de ser um monstro desse jeito. Viva ou morta, eu só quero que ele me diga onde ela está”, desabafou.
Muito abalada, a mãe de Andriely afirma ter certeza de que Diogo é o responsável pelo desaparecimento. “Eu estou orando todos os dias, e peço para que as pessoas também rezem, para que Deus toque o coração de pedra dele e ele diga alguma coisa. 
Continua depois da publicidade 
Tem horas que eu fico desesperada, o irmão dela também está muito mal, entrando em depressão, nem come direito… Coração de mãe não se engana, eu sei que o meu genro é o único que sabe onde ela está”.
A delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, continua a investigar o caso.
Conversas no WhatsApp
Cleusa ainda mostrou à Banda B as últimas mensagens que trocou com o genro pelo WhatsApp. Na conversa, o soldado escreveu: “O que mais eu posso fazer, dona Cleusa? Ela só fala com os outros e não comigo (…). Só o tempo vai dizer o que aconteceu realmente. Nessa noite de terça não a vi no apartamento. E sinto o mesmo que a senhora, sem saber o que fazer”.
Ela responde: “Diogo, pelo amor de Deus, se você sabe de alguma coisa, me ajude. Estou desesperada, veja meu sofrimento como mãe. Se você ama a Drih como você diz, se você sabe dela, me devolva, eu falo com ela e tudo vai ficar bem. Ela vai me escutar e resolver essa situação”. Depois disso, ele não disse mais nada.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário