domingo, 23 de julho de 2017

Assassino confessa que matou “sem motivo” garotos de 8 e 10 anos no CE



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TRIBUNA DO CEARÁ Imagem: Divulgação


Acontece no domingo (23), na Igreja Matriz de Viçosa do Ceará, a missa de sétimo dia dos irmãos assassinados de forma brutal, no último fim de semana. A população clama por justiça, conforme mostra reportagem do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band.
A casa humilde de portas fechadas revela a dor e tristeza pela qual passam os moradores do Sítio Inharim, zona rural de Viçosa do Ceará, há 365 quilômetros de Fortaleza. A lembrança dos irmãos Francisco e Iracione está presente na memória de quem conheceu as crianças de perto.
De acordo com professores e colegas, os garotos eram educados e estudiosos. Toda a escola ficou chocada com o crime cruel que interrompeu a vida e os sonhos de duas crianças inocentes.
Iracione, de 8 anos, amava os animais e queria ser médico veterinário. O mais velho, Francisco, de 10 anos, gostava de ler e escrever, sonhava em ser professor. Os sonhos dos garotos foram interrompidos de forma cruel na manhã de domingo (16). As duas crianças foram assassinadas a golpes de faca em um matagal, a menos de 200 metros da casa onde moravam com os pais.
Eles haviam saído para pegar capim para alimentar a ovelha da família e não voltaram. A Polícia Civil prendeu Francisco Rogério Soares, de 27 anos, e Iranildo Antônio de Araújo, de 34.
Rogério confessou à polícia que matou as crianças sem motivos e alegou estar sob efeito de drogas. Ele apontou a participação de uma terceira pessoa no crime, um adolescente de 15 anos. O jovem teria segurado as crianças, enquanto Rogério esfaqueava as vítimas. A dupla está presa, e o adolescente apreendido.
Francisco morreu no local. Iracione chegou a ser socorrido pela própria mãe, que ouviu os gritos de socorro do filho. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
A frieza e crueldade dos assassinos causa revolta e comoção. Rogério e Iranildo moravam na pequena comunidade. Todos afirmam estar surpresos com o comportamento deles. Os sogros de Rogério ficaram surpresos com a atitude do genro. Chocados, eles pedem justiça para o caso.
Dona Maria Gorete, mãe das crianças, não conseguiu voltar para casa. Ela está amparada na residência dos pais com outros três filhos, na comunidade de Acimim, a 40 km do local do crime. Maria Gorete até tentou falar com a equipe de reportagem, mas a emoção não permitiu. Segundo a família, o pai das crianças também está abalado e passa o dia longe de casa.
No pequeno Sítio Inharim todos fazem esforço para que o caso não seja esquecido e os assassinos não fiquem sem punição.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário