terça-feira, 6 de junho de 2017

Negada prisão de homem que bateu em mulher



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: BAND Imagem: Divulgação

Apesar do pedido da Polícia Civil, a Justiça negou o pedido de prisão preventiva do homem que espancou a ex-mulher por mais de uma hora em Volta Redonda, no Rio de Janeiro.
O caso de Danila Areal ficou conhecido após ela postar um vídeo no Facebook, com as marcas da agressão.
A vendedora de Volta Redonda conseguiu a medida protetiva. Ainda assim, ela tem medo de ser agredida novamente.
Com as marcas da agressão escondidas pela maquiagem e o rosto menos inchado, a vendedora Danila Areal fez um novo vídeo no Facebook.

Há pouco mais de uma semana, ela expôs na rede social a agressão sofrida pelo ex-marido Douglas William Santos Morais dentro do carro dela, em frente à casa de uma amiga, também em Volta Redonda.
Depois deste primeiro vídeo, Danila buscou uma delegacia para registrar a ocorrência.
Maria da Penha
A medida protetiva prevista na Lei Maria da Penha determina apoio à mulher, como impedir que o agressor entre em contato com a vítima e a família dela, a proteção de bens e até o abrigo para mãe e filhos em casas de acolhimento.
No entanto, a coordenadora do projeto Maria Maria, da União de Mulheres de São Paulo, que é um observatório da lei, critica a burocracia na aplicação das medidas.
Na cidade de Danila, Volta Redonda, no sul do Rio de Janeiro, existe uma rede de apoio. Mas esta não é a realidade do Brasil inteiro.
O Norte e o Nordeste são regiões que registraram a maior alta dos casos de feminicídio no país entre 2003 e 2013, segundo um relatório do Banco Mundial, divulgado neste ano.

Mas no estado do Amazonas, por exemplo, há apenas uma casa-abrigo, que fica em Manaus, para atender mulheres que muitas vezes levam dias para se locomover de barco de cidades do interior até a capital.
Um projeto de lei que institui a fiscalização do cumprimento das medidas protetivas foi enviado para a Câmara dos Deputados e ainda deve ser analisado.
A nacionalização da Patrulha Maria da Penha só está sendo estruturada depois de 11 anos da aplicação da Lei.


OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário