quarta-feira, 26 de abril de 2017

Confira como que o prudentopolitano se tornou o 3º homem mais forte da América



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: EDILSON KERNICKI (RÁDIO NAJUÁ) Imagem: Divulgação

O atleta prudentopolitano Carlos Chociai (o Carlão) ficou em terceiro lugar na competição da modalidade Strongman Amador (força bruta ou atletismo de força), durante a 5ª edição do Arnold Classic South America, em São Paulo, no último final de semana. O evento, considerado a maior feira fitness e competição multiesportiva do mundo, tem a assinatura do fisiculturista, ator e empresário austro-americano Arnold Schwarzenegger.
O rapaz, de 26 anos, 1,84m e 136kg manteve a marca de terceiro homem mais forte da América do Sul. “Por apenas um ponto não consegui a medalha de prata, na primeira prova, que se chama ‘log lifting’, em que se levanta um tronco acima da cabeça. Com muita ansiedade, acabei falhando na execução e não obtive êxito”, explica Carlão. O prudentopolitano era, ao mesmo tempo, o mais jovem e o mais pesado competidor na modalidade. Carlão executou duas repetições em 75 segundos. A tora pesava 140kg.
O log lifting foi apresentado oficialmente nos eventos mundiais de Strongman em 1980. O “Overhead Log Lift” (Levantamento de Tronco Acima da Cabeça), inicialmente, consistia na competição de quem levantava mais peso.
Hoje, consiste em quem consegue levantar o tronco de madeira mais vezes acima da cabeça e devolvê-lo ao chão, repetindo o movimento, numa rotina controlada, dentro de um tempo limite. O primeiro vencedor da competição foi Bill Kazmeier, que levantou 157kg do chão acima de sua cabeça, e manteve o recorde por mais dois anos consecutivos, no início da década de 1980. O atual detentor do recorde mundial é Žydrūnas Savickas, que conseguiu levantar 212,5kg, e foi campeão do Arnold Strongman Classic de 2003 a 2008, em 2014 e 2016.
Na competição de Levantamento Terra com Pneus (Tire Dead Lift), que ele considera seu ponto forte, Carlão foi o vencedor. Nas demais, ele obteve pontuação suficiente para se manter em terceiro lugar, com a medalha de bronze. “Foram quatro provas de muito esforço físico, suportando grandes quantidades de peso, grande quantidade de força de pulso, mãos e tendões. Foram mais de seis horas de competição, em provas bem complicadas”, afirma.
O educador físico, apesar dos títulos conquistados em competições internacionais, como é o caso do Arnold Classic, não tem patrocinadores e treina com equipamento improvisado. “Os resultados poderiam ser muito mais avançados se houvesse apoio.
Tudo isso está vindo do meu trabalho, do meu esforço. Estou muito feliz com o resultado”, relata.
Arnold Strongman Classic
Segundo Carlão, a organização do evento não esclareceu ainda se apenas o primeiro lugar ou se os três melhores colocados da América do Sul estão classificados para o Arnold Strongman Classic, que ocorrerá em março de 2018 em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos. Neste ano, nessa competição, o tricampeão Brian Shaw, ganhou US$ 72 mil e o troféu Louis Cyr. Shaw venceu também em 2011 e 2015. O octacampeão Žydrūnas Savickas estava machucado e não competiu.
O Arnold Strongman Classic 2018 vai ocorrer em março, no Arnold Fitness Expo Stage, dentro do Columbus Convention Center, na cidade de Columbus, capital do estado de Ohio, nos Estados Unidos, e vai reunir os campeões dos eventos regionais que ocorrem em todos os continentes, ao longo de 2017: Arnold Classic Africa, que ocorre de 5 a 7 de maio, na África do Sul;  Arnold Classic Asia, em Hong Kong, em agosto; Arnold Classic Australia, de 16 a 18 de março, em Melbourne, na Austrália; Arnold Classic Europe, em Barcelona, Espanha, em setembro e Arnold Classic South America, que ocorreu em São Paulo, neste fim de semana.
Arnold Strongman Classic
Este é o primeiro ano que o Arnold Classic envolve todos os continentes, com a estreia do evento na Ásia. No Brasil, ocorria anualmente no Rio de Janeiro a edição sul-americana, que foi transferida para São Paulo em 2017. Na África, o Arnold Classic aconteceu pela primeira vez no ano passado, em Johannesburgo, capital da África do Sul. Na Austrália, competidores de toda a Oceania se reúnem desde 2015, todo mês de março, em Melbourne. Na Europa, o evento vinha sendo realizado anualmente em Madri, capital da Espanha, desde 2011. A partir do ano passado, o evento europeu foi transferido para Barcelona, também na Espanha. O Arnold Sports Festival USA foi fundado em 1989, em Columbus, Ohio (EUA) e hoje reúne cerca de 18 mil atletas de 80 países, que competem em 70 esportes diferentes.
MATÉRIA RELACIONADA:
Prudentopolitano concorre ao título de homem mais forte da América do Sul.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário