quinta-feira, 9 de março de 2017

Tratamento com equoterapia tem continuidade em Irati



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RÁDIO NAJUÁ Imagem: Divulgação


A Prefeitura de Irati está oferecendo tratamento com equoterapia para 25 pessoas semanalmente, e desde janeiro este atendimento vem sendo efetuado em novo local, considerado totalmente adequado aos procedimentos. No momento, 25 crianças portadoras de necessidades especiais estão sendo beneficiadas.
Também conhecida como hipoterapia, é um tipo de terapia com cavalos, que serve para estimular o desenvolvimento da mente e do corpo. Tem função de complementar o tratamento de indivíduos com deficiências ou necessidades especiais, como a síndrome de Down, paralisia cerebral, derrame, esclerose múltipla, hiperatividade, autismo, crianças muito agitadas ou com dificuldade de concentração.
Desde o início deste ano o tratamento vem sendo realizado em área onde está se instalando a Petra Irati - Centro de Terapias, uma instituição filantrópica que já há algum tempo fomenta a ideia da equoterapia na região. O empresário iratiense Milton José Ferreira, conhecido por “Kiko”, é o representante da Petra e se diz “profundamente satisfeito por poder dar esta colaboração a um tratamento inovador e de comprovada eficiência”.
Agostinho Vanderlei Basso, secretário municipal de Saúde, detalha que o local “é um amplo espaço verde, em área tranquila, afastada do centro da cidade e ideal para a terapia”. “Estamos utilizando num primeiro sem custo, pois o Kiko fez questão de deixá-lo à disposição da comunidade assim que se decidiu pela mudança”, acrescenta. Futuramente será programado um contrato entre o município e o centro de terapias, argumenta o secretário.
De acordo com Basso, a secretaria de saúde realizou já no início do ano uma reunião em que participaram o representante da Petra, o prefeito Jorge Derbli e as mães das crianças atendidas, onde foram levantados os benefícios que seriam agregados com a mudança de espaço. A prefeitura até então oferecia a equoterapia nas dependências do Centro de Tradições Willy Laars.
A Petra Irati Centro de Terapias funciona à Rua Diamante, 350, no Bairro Pedreira. O tratamento para as crianças encaminhadas pela Prefeitura ocorre todas as quintas-feiras.
 
Amcespar será incluída na terapia
Para Eros Spartalis, coordenador técnico, educador físico e equitador da Horse Life, empresa pontagrossense responsável pela condução da terapia em Irati, a mudança de local foi muito positiva. “É uma área mais arborizada, que nos dá a possibilidade de fazer o atendimento alternando áreas de sombra e sol”. Ele também destaca o fato expressivo de o local estar sendo preparado especificamente para este tipo de tratamento.
Eloise Pupo é fisioterapeuta na mesma empresa, e também atua no Projeto Equovida. Ela comenta que este atendimento existe em Irati desde outubro de 2015. “Quando começamos foi proposto na época o local onde hoje são realizadas as sessões. Entretanto a administração não aceitou, e preferiu que realizássemos no Centro de Tradições Willy Laars, onde atendemos até final de 2016. O problema é que lá não tínhamos nenhuma estrutura”, relata. “Este ano, quando retornamos das férias, já iniciamos os atendimentos nesta chácara que é cedida para a equoterapia”, acrescenta.
“Hoje atendemos pela Prefeitura nas quintas-feiras. Mas está para iniciar um projeto também com a Amcespar para atendimentos nas terças-feiras, ampliando esta oferta aos municípios associados, através do Consórcio Intermunicipal de Saúde”, comenta Spartalis, acrescentando que as 25 vagas deverão ser preenchidas logo, em razão da grande procura.
“A equoterapia utiliza o cavalo como instrumento cinesioterapeutico, ou seja, que usa a terapia do movimento. Ele é quem manda os estímulos durante o atendimento, em torno de 6.000 estímulos a cada 30 minutos de sessão”, explica a fisioterapeuta.
Entre os benefícios da equoterapia, a profissional destaca a melhora no equilíbrio, postura, aumento de força muscular, diminuição de tônus muscular, amplitude de movimento, melhora na coordenação motora, melhora na atenção, ganho de autoestima, reinserção social, entre outros. “Porém existem algumas contraindicações também. Por isso deve ser feita a avaliação pelo fisioterapeuta e psicóloga da equipe, além da prescrição médica”, alerta Eloise.
Encaminhamentos são feitos pela Secretaria de Saúde
Ao setor de Serviço Social da Secretaria Municipal de Saúde de Irati compete o recebimento dos encaminhamentos. Os pacientes ou seus respectivos responsáveis comparecem ao setor para um pré cadastro, no qual deixam o encaminhamento, indicação médica para o tratamento e fornecem dados pessoais como endereço, telefone, idade, filiação, entre outros.
“Todos que nos procuram são incluídos em uma lista de espera geral e aguardam contato quando agendada a avaliação. Novas avaliação somente ocorrem com a abertura de novas vagas, seja por desistência ou fim do tratamento, entre outros fatores. A avaliação permitirá selecionar quem está apto ou não ao tratamento oferecido. A avaliação e controle de vagas é realizado pela empresa contratada”, informa a assistente social Marlla Amarante Rauch.
Em Irati o telefone para informações é o da Assistência Social da Secretaria de Saúde: 3907 3136. Para os municípios integrantes do CIS-Amcespar, as informações podem ser obtidas nas respectivas secretarias municipais de saúde.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário