segunda-feira, 6 de março de 2017

Mulher morta atropelada na BR-373 é identificada



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RODRIGO ZUB (RÁDIO NAJUÁ) Imagem: Divulgação

Segundo informações do Delegado responsável pela Polícia Civil de Prudentópolis, Osmar de Albuquerque Pontes Junior, um caminhão teria atingido a mulher que morreu atropelada na BR-373, na madrugada do dia 1º de março. O acidente ocorreu no km 263 + 600 metros da rodovia, no perímetro urbano de Prudentópolis.
“Como foi um caminhão que teria supostamente atropelado a vítima, o corpo ficou destruído e desfigurado. Num primeiro momento, nós não tínhamos nome de qualquer pessoa que pudesse ser a vítima. No entanto, compareceu aqui na Delegacia um rapaz dizendo que provavelmente aquela vítima seria irmã dele. Nós encaminhamos esse rapaz para o IML [Instituto Médico Legal de Guarapuava] até porque ele forneceria o material genético para fazer a comparação com o material genérico do cadáver para só então ter certeza absoluta se é a sua irmã. Por enquanto, o cadáver ainda não está identificado, mas existe a possibilidade de ser identificado com a comparação do material genético desse rapaz e do cadáver”, revela Osmar.
Segundo informações apuradas pela reportagem da Najuá, a vítima do acidente seria Suzete dos Santos.
O Delegado também explicou que o corpo da vítima pode ser liberado no IML sem identificação desde que haja comparecimento de algum familiar. “Nesta situação, quando acontece o comparecimento de alguém ou algum parente daquela vítima, o cadáver pode ser entregue a essa família, mas na condição de se fazer o exame genético, ou seja, o exame comparativo do material genético desse parente com o cadáver. Neste caso, o IML libera o corpo, mas tem ainda a identificação completa do cadáver. No momento que o exame de DNA é realizado e é confirmada a identificação desse corpo, aí sim é emitido o laudo cadavérico com o nome dessa pessoa para fins de registro e atestado de óbito”.
Acidente
De acordo com informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no dia do acidente, o carro que atingiu a vítima deixou o local sem prestar socorro e não foi identificado. Após o atropelamento, a vítima teria sido atingida por outros veículos que transitavam na rodovia. O corpo da mulher ficou irreconhecível depois de ser esmagado. 
MATÉRIA RELACIONADA:
Mulher morre esmagada na BR-373 em Prudentópolis.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário