quinta-feira, 9 de março de 2017

Estudos mostram que uso de protetor solar pode causar a infertilidade masculina



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TRIBUNA DO CEARÁ Imagem: Divulgação


Uma pesquisa publicada no American Journal of Epidemiology, realizada por cientistas do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, concluiu que produtos químicos usados na fabricação de protetores solares e de outros produtos de higiene pessoal que filtram os raios UV podem desenvolver ou intensificar a infertilidade entre os homens.
O estudo foi realizado com 500 casais heterossexuais, das cidades de Michigan e do Texas, que estavam tentando engravidar. Eles foram acompanhados durante um ano pelos pesquisadores.
Ao todo, foram quatro anos de pesquisa, período em que os casais anotaram sua rotina em um diário e realizaram diversos exames, como o de urina, até que tivessem concebido um bebê ou, pelo menos, tentado durante 12 meses.
A pesquisa analisou a interação entre substâncias químicas ambientais e fertilidade e demonstrou que os casais que levaram mais tempo para conceber tinham algo em comum: o benzofanona-2 e o 4Oh-BP, dois filtros UV comumente encontrados em bloqueadores solares e filtros solares químicos, foram encontrados em concentrações elevadas na urina dos homens. Desses, 30% apresentaram redução em seu potencial fértil e menos chances de engravidarem suas parceiras no período de 1 ano.
Um outro estudo, desta vez realizado na Dinamarca, também encontrou uma relação direta entre os agentes químicos do protetor solar e a infertilidade masculina. Ao colocar essas substâncias em contato com um ambiente que simulava o encontrado nas tubas uterinas, os espermatozoides ali presentes começaram a mostrar uma modificação na sua mobilidade.
O que fazer portanto, quando se vive em um país tropical, onde o sol incide com tanta intensidade em grande parte das regiões e praticamente durante o ano todo?
Segundo o médico especialista em medicina reprodutiva Daniel Diógenes, diretor da Clínica Fertibaby Ceará, as pesquisas não deixam claro se as substâncias presentes nos bloqueadores solares também danificam a qualidade do esperma.
“Ainda não está claro se os homens devem evitar o uso de filtros solares, porém este fator pode ser considerado um novo parâmetro de investigação e ajudar a desvendar os casos de casais inférteis nos quais não se identifica a causa do problema”, ressalta Daniel. Segundo o especialista, o que se pode fazer para proteger a pele do sol sem prejudicar a fertilidade é que as pessoas se certifiquem de que lavaram a pele e retiraram todo o produto após se expor ao sol.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário